Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rendimento sobe em leilão de dívida francesa, com boa demanda

Por Da Redação 5 jan 2012, 08h38

PARIS, 5 jan (Reuters) – Os rendimentos pagos pela França para vender bônus de longo prazo subiram em um leilão realizado nesta quinta-feira, com a ameaça de redução da nota “AAA” do país fazendo investidores exigirem retornos maiores para comprar títulos.

A França vendeu 7,96 bilhões de euros em bônus com vencimentos entre 10 e 30 anos, no topo da faixa projetada, com uma demanda total de quase 15 bilhões.

Os investidores exigiram rendimento de 3,29 por cento no título de 3,25 por cento para outubro de 2021, acima da taxa de 3,18 por cento fixada no último leilão, em 1o de dezembro, refletindo preocupações de que a França possa estar prestes a perder seu rating máximo.

O rendimento do papel de 30 anos de 4,5 por cento, com vencimento em abril de 2041, subiu a 3,97 por cento, contra 3,94 por cento na oferta anterior, informou a agência de administração de dívida da França.

O governo também vendeu 690 milhões de euros em títulos de 4,25 por cento para outubro de 2023 e 1,088 bilhão de euros de títulos de 4,75 por cento para abril de 2035. Estes bônus foram leiloados pela última vez em junho de 2011 e no início de 2010, respectivamente, portanto os rendimentos não são comparáveis.

(Reportagem de Daniel Flynn e Catherine Bremer)

Continua após a publicidade
Publicidade