Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Preço de fraldas infantis tem variação de até 82,24% em SP

Pesquisa do Procon-SP monitorou preços de 83 produtos durante os dias 21 e 23 de agosto

O preço entre as fraldas infantis pode variar até 82,24% nos estabelecimentos da cidade de São Paulo. Os dados são de uma pesquisa do Procon-SPdivulgadas nesta quinta-feira.

A maior diferença de preço foi encontrada no pacote de 36 unidades da fralda infantil Pampers Confort Sec para recém-nascidos de até 6 kg. No centro de São Paulo, a Drogaria Campeã comercializa o produto por 42,99 reais, enquanto na zona leste o mesmo item é vendido por 23,59 reais no Sonda Supermercados – uma diferença de 19,40 reais.

Na média, o produto era comercializado por 29,93 reais. Foram monitorados 83 produtos durante os dias 21 e 23 de agosto.

Outro produto da Pampers, a fralda infantil Confort Sec pequena, para crianças com 5 a 7,5 kg, com 50 unidades, apresentou uma diferença de preço de até 76,92%.

O pacote era vendido por 52,90 reais no supermercado Extra e por 29,90 na Drogaria Campeã. O preço médio do produto é 46,71 reais.

O levantamento do Procon-SP não informa quais itens estavam em promoção durante o período pesquisado. Confira a pesquisa completa aqui.

Segundo a supervisora de pesquisa do Procon-SP, Cristina Martinussi, o preço de um produto também pode ser influenciado pela região em que o estabelecimento está instalado. “Quando há um público com poder de compra maior os preços são puxados pra cima.”

O estudo também acompanhou a variação de preço entre as fraldas adultas. Entre elas, a fralda Tena Confort tamanho EG com 7 unidades e Tena Confort tamanho G com 8 unidades, que têm variação de preço de 75,55%.

Ambas tinham preço máximo de 29,30 reais na Farmácia Pague Menos, na zona oeste da cidade – o menor valor (16,69 reais) poderia ser encontrado na zona sul, na UltraFarma.

Na comparação com o ano passado, o levantamento constatou uma redução de 2,88% no preço das fraldas infantis e um aumento de 7,05% nas adultas.

Uma das razões para o aumento de preço da segunda categoria é a falta de demanda, segundo Cristina. “É um mercado limitado porque não tem tanta concorrência e oferta de produto, o repasse [de preço] acaba sendo maior para o consumidor.”

Ainda segundo ela, o contrário aconteceu com os produtos para bebês e crianças. “As fraldas infantis têm muito mais saída e procura, mas com a crise financeira os pais deixaram de consumir fraldas ou consomem com menos frequência, trocam por fralda de pano ou deixam pra colocar a fralda na criança quando saem de casa, são artifícios para economizar. Isso puxa o preço para baixo”.

Na zona norte, o Andorinha Hiper Center foi o estabelecimento com mais produtos (75%) com preço menor ou igual ao valor médio. A Drogaria Onofre oferecia apenas 20% dos produtos pesquisados com preço menor ou igual ao preço médio.

Antes de realizar a compra, de acordo com a supervisora do Procon, é recomendável que o consumidor faça a pesquisa de preços pela internet para que tenha uma noção do mercado. “Se o preço na loja física for maior do que na internet o consumidor pode tentar barganhar”, disse ela.

Cristina também ressaltou a importância de verificar a reputação da loja online. Mas caso vá fazer a compra no estabelecimento físico é preciso comparar o custo-benefício. “O consumidor precisa verificar se vale a pena ir na loja por um desconto de 10 reais, por exemplo. Às vezes ele vai acabar gastando mais no deslocamento, com gasolina ou transporte público”.

Outro lado

A Drogaria Campeã informou em nota que busca negociar com fornecedores para garantir boas ofertas ao consumidor. “Fralda é um produto importante para os consumidores da rede e com saída recorrente, por isso os preços trabalhados são competitivos”.

O Extra informou que possui mais de 50% dos produtos pesquisados com preços menores ou iguais aos preços médios obtidos. “A política de precificação da rede obedece a diversos fatores, entre eles, monitoramento de mercado, região em que cada loja está instalada e a concorrência no mesmo raio de atuação. A fralda citada, hoje, na loja pesquisada, está com o preço de 39,90 reais”, afirmou a rede.

O Sonda Supermercados informou que trabalha com uma agressiva política de negociação. “O resultado da pesquisa do Procon confirma o esforço constante do Sonda em oferecer sempre os melhores preços”.

O Andorinha Hiper Center afirmou que busca as melhores negociações junto aos fornecedores. “O nosso trabalho na hora da compra visa sempre: melhor preço, variedade e qualidade. O nosso objetivo é que nossos clientes vejam o Andorinha Hiper Center como a melhor opção de compra”.

Procuradas, as farmácias Pague Menos e UltraFarma não responderam o contato até o fechamento da matéria.