Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

PIB grego cai 7% no quarto trimestre de 2011

O anúncio do aumento da contração da economia grega acontece depois de semanas turbulentas na expectativa de uma solução para a crise do país

Por Da Redação 14 fev 2012, 08h11

O Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia registrou uma forte queda de 7% no quarto trimestre de 2011 em relação mesmo período do ano anterior, segundo as primeiras estimativas publicadas nesta terça-feira pelo escritório de estatísticas grego. A queda acontece depois de um retrocesso de 5% no terceiro trimestre, também em termos interanuais. O orçamento para 2011 previa uma recessão de 5,5% que deve prolongar-se em 2012 pelo quinto ano consecutivo.

As últimas semanas foram de turbulência no país. Na busca por conseguir um novo empréstimo de 130 bilhões de euros por parte dos credores internacionais – a União Europeia, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Central Europeu (BCE), conhecidos como troika -, o país deve garantir uma série de medidas de austeridades já aprovadas pelo Parlamento grego. Em meio a esse cenário, a população protesta contra os cortes.

Grécia avança em propostas – Após o resultado preocupante do PIB, o governo grego se apressou nesta terça-feira para aprovar outro corte de 325 milhões de euros no orçamento para satisfazer os ministros das Finanças da zona do euro.

Pressionados entre capitais europeias céticas e forte revolta na Grécia, líderes políticos devem também produzir compromissos por escrito para aderir aos termos do resgate de 130 bilhões de euros (172 bilhões de dólares), antes do encontro dos ministros na quarta-feira.

Um funcionário do governo afirmou que o gabinete já tem uma proposta na mesa e que o primeiro-ministro, Lucas Papademos, liderará uma sessão do governo às 11 horas (horário de Brasília).”Há uma proposta específica feita pelo governo para os 325 milhões de euros, que será apresentada ao Eurogroup amanhã”, afirmou o funcionário à Reuters, pedindo para não ser identificado. Um segunda fonte do governo disse: “O governo terá uma solução antes do Eurogrupo (encontro dos ministros das Finanças da zona do euro).”

Portugal – O PIB de Portugal também registrou contração de 1,5% em 2011 e de 1,3% no quarto trimestre em relação ao trimestre anterior, segundo dados provisórios divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). Os números são melhores que os previstos pelo governo e o Banco de Portugal (o banco central do país), de uma contração de 1,6% do PIB tanto anual como trimestral.

No período de outubro-dezembro, a queda foi de 2,7% se comparada ao mesmo trimestre de 2010.

(Com agência France-Presse e Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade