Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Petrobras coloca à venda cinco ativos, incluindo áreas do pré-sal, diz jornal

Estatal deve vender fatias na Gaspetro, BR Distribuidora, usinas térmicas e campos do pré-sal que não são contemplados na lei que obriga a estatal a ser operadora única na exploração

Por Da Redação 22 Maio 2015, 13h05

A Petrobras já definiu os primeiros ativos que pretende vender para melhorar o seu caixa e diminuir o seu endividamento, informa reportagem do jornal Valor Econômico publicada nesta sexta-feira. Entre os bens estão a comercialização de quatro campos de petróleo situados nas áreas do pré-sal, o parque de geradoras de energia térmica e a fatia minoritária de algumas subsidiárias, como a BR Distribuidora e a Gaspetro.

Os campos do pré-sal escolhidos seriam os localizados nas bacias de Campos (RJ) e de Santos (SP) que não entraram na lei que obriga a estatal a ser operadora única da exploração. São eles o BMC-33, Tartaruga Verde (MBC-36), Júpiter (BMS-24) e o BMS-8.

Todas essas áreas têm previsão de operação apenas em 2021, o que exigiria uma grande soma de investimentos até lá. O objetivo da Petrobras de se livrar de alguns ativos é justamente para aliviar o seu caixa de aportes maciços nos próximos anos. O processo de venda está sendo conduzido pelo Bank of America.

Em relação às usinas térmicas, a Petrobras planeja vender 49% do parque de energia. Grandes empresas globais já se interessaram pelo negócio, mas há um entrave que ainda precisa ser solucionado quanto ao abastecimento de gás. Atualmente, a Petrobras não tem nenhum contrato que garanta o fornecimento do produto para as térmicas, o que deve ser formalizado em breve para aumentar a atratividade do negócio.

A Petrobras também busca um grupo disposto a comprar 49% da holding que controla a distribuidora de gás, a Gaspetro, e um sócio minoritário para a Petrobras Distribuidora (BR), dona dos postos de gasolina com bandeira da estatal.

Leia também:

Banco chinês fecha acordo de US$ 3 bi com Petrobras

Petrobras pode ter de republicar balanço do 1º trimestre

Lucro da Petrobras foi inflado por ‘pedalada contábil’

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês