Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Nova pesquisa escancara diferença entre eleitor de Lula e Bolsonaro

Principal preocupação econômica de quem vota em Lula é o desemprego; já entre os eleitores de Bolsonaro, o grande problema são os impostos

Por Larissa Quintino Atualizado em 30 jun 2022, 11h35 - Publicado em 27 jun 2022, 09h03

A nova rodada da pesquisa feita pelo BTG Pactual e o Instituto FSB Pesquisa mostra que a economia brasileira continua tirando o humor do eleitor este ano. Segundo o levantamento divulgado nesta segunda-feira, 50% dos entrevistados disseram que a situação da economia hoje é ruim e deve continuar assim nos próximos meses. O novo levantamento, no entanto, mostra uma diferença capital na percepção dos eleitores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do presidente Jair Bolsonaro (PL) nos principais problemas econômicos do país.

Entre os eleitores de Lula, que lidera a pesquisa com 43% das intenções de voto, desemprego (47%), inflação (33%) e desigualdade social (33%) são os principais problemas da economia atualmente. Já entre os eleitores de Bolsonaro, o principal problema da economia são os impostos (42%), seguidos da inflação (40%) e o desemprego (25%). A diferença é explicada já que Lula tem uma dianteira maior entre a parcela mais pobre da população, enquanto Bolsonaro tem mais intenção de votos nas camadas com mais renda. “A polarização das eleições se repete na visão sobre prioridades da agenda econômica”, afirma André Jácomo, diretor do Instituto FSB.

Apesar do levantamento não trazer a inflação como o topo das preocupações dos eleitores no recorte conforme a intenção de voto no primeiro turno, a alta dos preços continua sendo uma precepção unânime do eleitor. De acordo com a pesquisa, 97% dos entrevistados afirmam que os preços subiram muito nos últimos três meses. O percentual é maior que os 95% no levantamento de 30 de maio e os 96%, de 13 de junho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)