Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Nokia apresenta chip 5G para conexão de altíssima velocidade

Os chips serão vendidos a partir do terceiro trimestre, podendo ser utilizados em equipamentos de rede 4G e 5G da empresa

Por Reuters 29 jan 2018, 19h25

A Nokia apresentou nesta segunda-feira os novos chips 5G que prometem aumentar a capacidade de transporte de dados por torres de telefonia móvel em densas áreas urbanas.

A finlandesa, segunda maior fabricante de equipamentos de telefonia móvel do mundo, depois da chinesa Huawei, disse que os chips serão vendidos a partir do terceiro trimestre, podendo ser utilizados em equipamentos de rede 4G e 5G da empresa.

Chamado de ReefShark, o equipamento triplica a capacidade de dados para 84 gigabites por segundo, ante 28 gigabites dos chips atuai – permitindo que uma única estação radiobase, equipamentos que fazem a conexão entre os telefones celulares e a companhia telefônica, manipule até seis terabites de dados por segundo.

  • O recorde de consumo de dados em um único evento esportivo foi monitorado em um jogo de futebol americano do Super Bowl no ano passado em Houston, quando operadoras de telefonia móvel e de equipamentos de rede relataram cerca de 40 terabites consumidos durante o dia da partida.

    Equipados em uma única estação radiobase, os chips da Nokia poderiam lidar com 100 vezes mais dados consumidos pelos torcedores no estádio durante a partida do Super Bowl em 2017, disse o chefe de marketing da Nokia Mobile Networks, Phil Twist.

    Continua após a publicidade

    Além de triplicar a capacidade de processamento de dados, a empresa também disse que os novos chips podem reduzir pela metade o tamanho das antenas nas estações radiobase, enquanto reduzem o consumo de energia em dois terços.

    A Nokia disse que está trabalhando com 30 operadoras de telefonia móvel para implantar os novos produtos, o que significa que as primeiras redes poderiam ser atualizadas já no final deste ano. As implementações no mercado de massa devem acontecer conforme os dispositivos habilitados para 5G sejam vendidos no mercado.

    Os chips permitem que o uso de antenas MIMO, que podem enviar e receber dezenas de fluxos de dados simultaneamente, ampliando a capacidade e a cobertura de uma única estação radiobase.

    Os produtos permitem a redução pela metade do tamanho das antenas para até 45 centímetros ante tamanhos de um a 2,6 metros de comprimento, o que permite que sejam instaladas em mais espaços.

    Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos têm operadoras que estão preparando lançamentos no mercado de redes 5G neste ano ou em 2019. A União Europeia tem planos de implementação de redes 5G em todas as áreas urbanas em 2025.

    Procurada, a Nokia ainda não informou a previsão para que o chip chegue ao Brasil.

    Continua após a publicidade
    Publicidade