Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Jamie Oliver fechará seis restaurantes e culpa o Brexit

Chef inglês cita aumento das incertezas e das pressões com a decisão da população de deixar a União Europeia

Por Da Redação Atualizado em 8 jan 2017, 17h24 - Publicado em 8 jan 2017, 17h23

O Reino Unido ainda não saiu da União Europeia (UE), mas os estragos econômicos continuam a ser colhidos pelos britânicos. O famoso chef Jamie Oliver anunciou que vai fechar seis unidades da sua rede Jamie’s Italian, especializada em cozinha italiana, até o fim de março.

“Como todo dono de restaurante sabe, este é um mercado muito difícil. E as pressões e as incertezas que se seguiram ao Brexit tornaram esse mercado ainda mais duro”, disse Simon Blagden, presidente do grupo de restaurantes de Jamie Oliver.

Um dos primeiros efeitos econômicos do Brexit foi a desvalorização acentuada da libra esterlina, a moeda britânica. Essa queda encarece o custo das importações, como muitos dos ingredientes trazidos de outros países pela rede de restaurantes.  No fim de 2016, a libra chegou a cair para o seu menor valor em relação ao dólar em mais de três décadas. A libra se desvaloriza, por sua vez, por causa da avaliação de que o investimento estrangeiro vai diminuir no Reino Unido com a sua saída da UE.

A decisão vai afetar cerca de 120 trabalhadores, muitos dos quais poderão ser remanejados para outras casas que levam a assinatura e são administradas pela companhia criada pelo famoso chef. Segundo Blagden, o foco do grupo em 2017 será a expansão internacional: outras 22 unidades do Jamie’s Italian serão abertas ao redor do mundo.

 

(Da Redação)

 

Continua após a publicidade

Publicidade