Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irã alerta Golfo Pérsico a não substituir seu petróleo

Por Da Redação 15 jan 2012, 10h35

Por Gabriela Mello

Londres – O Irã alertou neste domingo que quaisquer promessas de países do Golfo Pérsico de substituir as suas exportações de petróleo por causa das sanções os tornará cúmplices da pressão israelense. O governador da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) no Irã, Muhammad Ali Khatibi, revelou que o país propôs a retomada das negociações sobre o seu programa nuclear, que afirma ser pacífico.

De acordo com ele, se as nações ocidentais querem substituir o petróleo iraniano, elas precisarão de um sinal verde dos fornecedores para garantir uma certa quantidade. Khatibi informou ainda que os países do Ocidente não seriam capazes de implementar as sanções contra o Irã sem antes assegurar ofertas alternativas de produtores do Golfo. “Sem um sinal verde dos produtores eles não terão as sanções” em vigor, afirmou o governador da Opep no Irã.

“Se as nações do Golfo Pérsico participarem dessa atividade, dando um sinal verde de que estão prontas para substituir o petróleo iraniano, isso é participação da atividade do regime sionista para pressionar o Irã”, disse Khatibi. Depois de contatos com países consumidores de petróleo, os produtores do Golfo prometeram fornecer mais petróleo, se necessário, mas evitaram mencionar que seria para compensar a falta do petróleo iraniano.

Os comentários feitos por Khatibi surgem depois que o ministro de Petróleo da Arábia Saudita, Ali Al-Naimi, negou que as promessas do país de aumentar a produção para satisfazer a demanda global, se necessário, estivessem relacionadas às sanções contra o Irã. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade