Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Inflação semanal desacelera e sobe 0,17% em julho, segundo FGV

Resultado reflete normalização da oferta de produtos após a greve dos caminhoneiros ter provocado forte alta de preços

Por Estadão Conteúdo - 1 ago 2018, 09h19

O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), conhecido como inflação semanal, subiu 0,17% em julho, em forte desaceleração após a taxa de 1,19% apurada em junho, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira, dia 1º, pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

O indicador reflete a normalização da oferta de produtos após a greve dos caminhoneiros ter provocado uma forte alta de preços. Com o resultado, o IPC-S acumula avanços de 3,17% no ano e de 4,22% em 12 meses.

Na comparação com a terceira quadrissemana de junho também houve arrefecimento do índice, já que a taxa de variação naquela leitura havia sido de 0,38%.

No período, sete das oito classes de despesas desaceleraram: alimentação (-0,21% para -0,61%), habitação (1,34% para 1,08%), educação, leitura e recreação (0,78% para 0,42%), transportes (0,13% para 0,00%), saúde e cuidados pessoais (0,31% para 0,27%), comunicação (0,32% para 0,24%) e despesas diversas (0,06% para 0,05%).

Publicidade

Já o grupo vestuário, com variação de -0,91% para -0,64%, foi o único que acelerou o ritmo de seus preços entre a terceira quadrissemana e a quarta medição de julho, informou a FGV.

 

 

Publicidade