Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Inflação do aluguel’ tem queda de 0,67% em agosto

IGP-M acumula alta de 4,09% no ano e de 4,95% nos últimos doze meses; preços do atacado e construção puxaram indicador para baixo no mês

Por da Redação - Atualizado em 29 ago 2019, 11h37 - Publicado em 29 ago 2019, 10h51

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M) registrou deflação (queda de preços) de 0,67% em agosto, segundo dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira, 29. Em julho, o índice havia registrado inflação de 0,40%.

O IGP-M é usado como referência para o reajuste dos aluguéis, que usam o acumulado em doze meses para ajuste de contratos. Em agosto, a alta cumulada é de 4,95% nos últimos doze meses e de 4,09% no ano. A queda da taxa de julho para agosto foi puxada pelos preços no atacado e pelo custo da construção.

O IGP-M é composto por outros índices medidos pela FGV. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, anotou deflação de 1,14% em agosto, depois de uma inflação de 0,40% em julho. Já o Índice Nacional de Custo da Construção continuou registrando inflação em agosto (0,34%), mas num ritmo inferior a julho (0,91%). O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), acelerou 0,23% contra 1,6% no mês anterior.

Em 2019, o IGP-M registra alta acima de outros índices de inflação. No acumulado no ano até agosto, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, acumula alta de 2,51%. Em doze meses, a taxa é de 3,22%.

Publicidade

(Com Agência Brasil)

Publicidade