Clique e assine com até 92% de desconto

Indice de desemprego é menor para novembro da PME

Por Da Redação 22 dez 2011, 09h22

Por Alessandra Saraiva

Rio – O número de desempregados no mês passado registrou o menor patamar para um mês de novembro desde o início da série da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), em março de 2002. A população desocupada – ou seja, sem emprego e à procura de trabalho – somou 1,252 milhão no mês passado, segundo o gerente da PME do IBGE, Cimar Azeredo.

Para Azeredo, os bons resultados de novembro foram impulsionados pelo reaquecimento no mercado de trabalho característico do fim de ano. O volume de contratações temporárias sobe nesta época do ano, para atender à demanda mais aquecida no mercado interno. “É o comércio, a construção, os serviços que estão contratando”, disse.

O especialista observou que, na série histórica da PME, não é comum ter um mês de novembro melhor para mercado de trabalho do que um mês de dezembro. Isso porque a taxa de desemprego do mês passado, de 5,2%, foi a melhor da série para todos os meses desde março de 2002, início da PME – ou seja, mais baixa que todos os meses de dezembro da série do levantamento.

“O início da contratação de temporários costuma começar em dezembro e não em novembro. Mas a depender do poder aquisitivo da população, ou seja, se o consumo já estiver em alta, isso pode ser adiantado”, disse.

Mas o gerente fez uma ressalva. “Tivemos uma reação no mercado de trabalho em novembro. Mas não podemos nos esquecer que ainda há uma fila de 1,3 milhão de pessoas querendo entrar no mercado de trabalho”, disse, citando a quantidade, em novembro, de população desocupada em novembro, ou seja, sem emprego e à procura. Para ele, isso mostra que o mercado de trabalho, “ainda carrega algumas mazelas”.

Continua após a publicidade
Publicidade