Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo nega aval a acordo entre Delta e J&F

SÃO PAULO, 11 Mai (Reuters) – A Presidência da República negou em nota, nesta sexta-feira, informações de que o governo federal teria dado aval para as negociações de compra da Delta Construções pela J&F, holding que controla o frigorífico JBS.

“O governo federal reitera que não interfere em operações privadas”, disse a Presidência na nota. “São falsas, portanto, as ilações de que a referida operação teve aval deste governo.”

A Delta está no epicentro de um escândalo envolvendo denúncias contra o empresário Carlinhos Cachoeira, preso desde fevereiro acusado de comandar uma rede de jogos ilegais, e suas relações políticas.

Desde o início das denúncias, a Delta, construtora que mais tem contratos ligados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), deixou obras nas quais participava de consórcio com outras empreiteiras e vem sofrendo pressão para abandonar empreendimentos estatais que toca sozinha.

A transação de compra da Delta pela J&F tem gerado críticas de parlamentares, e o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro pediu a abertura de inquérito para investigar o acordo.

O MP alega que, com o acordo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que tem participação no grupo JBS, pode ficar em “evidente afronta aos princípios de legalidade e moralidade”, pois teria participação em uma empresa suspeita de irregularidades.

Parlamentares que integram a CPI que investiga as relações de Cachoeira com agentes públicos e privados também se manifestaram sobre o negócio, e o senador Pedro Taques (PDT-MT) anunciou que estudará uma forma de “congelar” a transação.

O governo afirmou ainda, na nota, que está em andamento na Controladoria Geral da União (CGU) processo de decretação de inidoneidade da Delta.

“Caso a CGU conclua pela condenação, a empresa estará impedida de ser contratada pela administração pública… com consequências econômicas presentes e futuras”, diz a nota.

Também nesta quinta, a J&F anunciou que o engenheiro civil e administrador Humberto Junqueira, que chefiava o grupo sucroalcooleiro Renuka, assumirá a presidência da Delta.

Além de controlar o JBS, a J&F é acionista majoritária da produtora de celulose Eldorado Brasil, da empresa de produtos de limpeza Flora e do Banco Original, com foco em financiamento do agronegócio.

(Por Eduardo Simões)