Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gasolina e diesel já sobem há mais de um mês e atingem recorde

Preços do litro dos combustíveis chegaram a R$ 4,051 e R$ 3,466, respectivamente, segundo dados da ANP; valor do etanol também subiu

O preço médio da gasolina  para o consumidor final subiu novamente na última semana, de 4,023 reais por litro, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com a quinta alta semanal consecutiva, o combustível atingiu o valor mais alto registrado em 2017. O levantamento levou em conta o valor cobrado em 3.148 postos no país. O diesel e o etanol também tiveram aumento no período.

Apesar da alta nos postos, o preço da gasolina vendida pela Petrobras às distribuidoras caiu 0,27% neste período, segundo os dados divulgados pela estatal. Houve cinco reajustes na semana, como parte da política que a empresa adota desde julho, que permite alterações diárias.  Esse cálculo que leva em conta fatores como o preço internacional. Os postos têm liberdade para definir o preço que cobram dos consumidores, independentemente do valor que as distribuidoras pagam.

Em relação ao diesel, o preço médio cobrado do consumidor foi de 3,433 reais a 3,466 reais, também a quinta alta seguida e recorde no ano. O preço nas refinarias, no entanto, caiu 6,85% na última semana.

Novo cálculo

A Petrobras anunciou na última sexta que alterou o método de cálculo para o diesel, em razão de “mudanças de fluxo logístico e entrada de produtos importados no país”. Após a decisão, a estatal fez a maior redução no valor do combustível vendido às distribuidoras (5,7%) desde que adotou a política de reajustes em vigor atualmente. O novo valor passou a valer no sábado. A estatal não divulga a fórmula usada para definir os reajustes dos preços dos combustíveis em relação ao mercado internacional.

Desde julho, os reajustes na gasolina e no diesel vendidos pela Petrobras somam 23,30% e 16,70%, respectivamente.

Etanol

O valor cobrado pelo etanol nos postos do país também teve aumento na última semana, a sexta alta consecutiva, sendo vendido a 2,827 reais por litro – ante 2,812 reais no período anterior. A pesquisa da ANP considerou o preço em 2.865estabelecimentos. O maior valor no ano foi registrado em janeiro, quando o combustível chegou a 2,931 reais por litro.