Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Fausto de Andrade Ribeiro é indicado a presidente do Banco do Brasil

Em comunicado, Ministério da Economia indica nome em substituição a André Brandão

Por Luisa Purchio Atualizado em 19 mar 2021, 16h12 - Publicado em 18 mar 2021, 20h44

O Ministério da Economia informou nesta quinta-feira, 18, que encaminhou o nome de Fausto de Andrade Ribeiro, presidente da subsidiária BB Administradora de Consórcios, para os cargos de integrante do Conselho de Administração e de presidente do Banco do Brasil. O anúncio foi feito após a apresentação de carta de renúncia do ex-presidente André Brandão na data.

Andrade Ribeiro ocupa a presidência da BB Administradora de Consórcios desde setembro de 2020, já tendo ocupado por quatro anos o cargo de gerente executivo do banco. Essa escolha vai ao encontro da política que vinha sendo adotada por André Brandão, de promover aos cargos disponíveis os próprios funcionários do Banco.

De acordo com fontes internas do Banco do Brasil, a demissão de Brandão já havia sido feita há tempos pelo presidente Jair Bolsonaro, mas o executivo permaneceu mais algum tempo no cargo para ajudar na sucessão do novo presidente. Brandão gostava do trabalho e surpreendeu a equipe com sua capacidade de gestão e entrega de resultados, sendo bem aceito pelos executivos do banco. Com perfil técnico, ele esteve por quase 20 anos no banco privado HSBC e chegou ao BB determinado a enxugar custos para aumentar o lucro da instituição e dar retorno aos acionistas.

Porém, o executivo causou desconfortos ao presidente da República, Jair Bolsonaro, com sua decisão de cotar custos por meio de fechamento de agências. A medida, apesar de ser tendência em todo o mundo com a digitalização das economias, é altamente impopular principalmente em cidades do interior do Brasil, onde as unidades físicas da instituição são sinônimo de prestígio aos prefeitos das cidades. Com a guinada populista de Bolsonaro, que indica já estar praticamente em campanha eleitoral para 2022, é natural sua decisão de colocar alguém que desista desta iniciativa e contribua mais a trabalhar a favor de sua popularidade política.

 

Continua após a publicidade

Publicidade