Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Espanha entra em recessão com medidas de austeridade

Por Da Redação 30 abr 2012, 08h01

MADRI, 30 Abr (Reuters) – A economia da Espanha entrou em recessão no primeiro trimestre, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, com profundos cortes do governo para reduzir o enorme déficit público e problemas no sistema bancário provavelmente atrasando qualquer retorno ao crescimento.

O Produto Interno Bruto (PIB) encolheu 0,3 por cento entre janeiro e março ante o trimestre anterior de acordo com dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística, levemente melhor do que as previsões da pesquisa da Reuters de uma queda de 0,4 por cento.

O governo está sob intensa pressão de seus parceiros europeus para incentivar a quarta maior economia da zona do euro, cortar o déficit e consertar o sistema bancário, prejudicado pela economia fraca e pela abertura de uma bolha imobiliária.

A recessão, definida por dois trimestres consecutivos de retração econômica, é a segunda desde o final de 2009. A economia da Espanha não cresce em uma base trimestral em mais de meio ponto percentual desde o começo de 2008.

“Nós esperamos um aumento no ritmo de contração nos próximos trimestres, conforme as medidas de austeridade tiverem efeito mais forte”, disse em relatório a economista do BNP Paribas Evelyn Herrmann.

O plano de estabilidade econômica atualizado do governo espanhol publicado na sexta-feira, antes de ser enviado à Comissão Europeia, prevê uma contração de 1,7 por cento em 2012, passando para crescimento de 0,2 por cento no próximo ano.

Na base anual, a economia contraiu 0,4 por cento comparado com o crescimento de 0,3 por cento no trimestre anterior, de acordo com os dados. Economistas consultados pela Reuters, assim como o Banco da Espanha (banco central), previam uma queda de 0,5 por cento.

(Reportagem de Paul Day)

Continua após a publicidade
Publicidade