Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Empresa engana reconhecimento facial do iPhone X

A Apple informa que a probabilidade de uma pessoa aleatória conseguir desbloquear o aparelho usando o Face ID é de 1 em 1 milhão

Por Da redação 16 nov 2017, 18h56

A Bkav Corporation, empresa vietnamita de segurança cibernética, criou uma máscara que consegue enganar o sistema de reconhecimento facial do iPhone X, o Face ID. Segundo a empresa, o experimento combinou técnicas de impressão 3D, imagens 2D e outros procedimentos especiais.

“O calcanhar de Aquiles aqui é que a Apple deixou a inteligência artificial [do smartphone] aprender ao mesmo tempo rostos de verdade e máscaras fabricadas para Hollywood e artistas. Dessa maneira, o recurso pode apenas distinguir se uma face é 100% real ou 100% falsa. Então, se você criar uma máscara meio-verdadeira e meio-falsa, você pode enganar o reconhecimento facial”, disse o vice-presidente da Bvak, Ngo Tuan Anh.

Durante os testes do smartphone, a Apple trabalhou com fabricantes de máscara e maquiadores em Hollywood para proteger o recurso de reconhecimento facial de possíveis invasões.

  • Em comunicado, a Bkav aconselhou que organizações de segurança nacional, líderes nacionais, grandes corporações e bilionários sejam cautelosos ao desbloquear o smartphone. “Até agora, a impressão digital ainda é a melhor tecnologia de segurança biométrica”, disse Ngo Tuan Anh.

    Ainda segundo a empresa vietnamita, o custo de criação da máscara foi de 150 dólares (cerca de 491 reais).

    “Pesquisas da Bvak apontam que a tecnologia de reconhecimento facial da Apple não é madura o suficiente depois de 10 anos em desenvolvimento”, afirmou a empresa.

    No site da Apple é informado que a probabilidade de uma pessoa aleatória conseguir desbloquear o iPhone X alheio usando o Face ID é de cerca de um em 1 milhão (comparado a um em 50.000 para o Touch ID, sensor de digital).

    Procurada, a Apple do Brasil disse que não possui informações sobre o assunto.

    Continua após a publicidade
    Publicidade