Clique e assine a partir de 8,90/mês

Embraer dá férias coletivas para preparar a fusão com a Boeing

Medida faz parte a reestruturação interna que separa unidade comercial, em negociação com a Boeing; ao todo, folga foi dada a 16 mil trabalhadores

Por Da Redação - Atualizado em 6 jan 2020, 16h16 - Publicado em 6 jan 2020, 15h53

A Embraer concedeu férias coletivas aos funcionários de suas unidades no Brasil desta segunda-feira, 6,  até o dia 20 deste mês. Segundo a empresa, nesse período,e, será implementada a separação interna dos negócios de aviação comercial das demais atividades, como parte do processo de fusão com norte-americana Boeing, iniciado em 2018.

As unidades que terão a produção parada por causa das férias coletivas são cinco no Vale do Paraíba, em Sorocaba, Gavião Peixoto, Botucatu, Campinas, Belo Horizonte e Florianópolis. Ao todo, 16 mil funcionários terão o período de folga. 

A companhia destacou, no entanto, que a conclusão das mudanças ainda aguarda aprovação das autoridades de concorrência brasileiras.

O acordo em andamento entre as duas fabricantes de avião prevê a criação de uma nova companhia, uma joint venture, na qual a Boeing terá 80% e a Embraer, 20%. A nova empresa não vai absorver as atividades relacionadas a aeronaves para segurança nacional e jatos executivos, que continuarão somente com a Embraer.

No dia 1º de janeiro, a Embraer divulgou um fato relevante, informando ao mercado e os acionistas que tinha efetuado a segregação da parte de aviação comercial das demais atividades. O comunicado ressalta, no entanto, que a conclusão da operação ainda espera o aval da Comissão Europeia e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade
Publicidade