Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Em dia de pânico na Nasdaq, Microsoft divulga lucro 22% menor

Após divulgação de relatório preliminar do Google com queda de 20% no resultado, a gigante Microsoft decepcionou, com lucro de US$ 4,47 bilhões

Por Da Redação 18 out 2012, 17h53

Vendas da companhia foram afetadas pelo fato de que consumidores e empresas estão adiando compras, enquanto aguardam o lançamento, no dia 26, do Windows 8

Após a divulgação acidental de um relatório preliminar com queda de 20% no resultado do Google, a gigante Microsoft – terceira maior empresa de tecnologia do mundo em valor de mercado – anunciou, nesta quinta-feira, uma queda de 22% em seu lucro trimestral. As vendas da companhia foram afetadas em parte pelo fato de que consumidores e empresas estão adiando as compras de sistemas operacionais, enquanto aguardam o lançamento, previsto para o próxima dia 26, do Windows 8 e do Surface (tablet que rodará o mesmo programa adaptado para plataformas móveis).

A companhia reportou um ganho de 4,47 bilhões de dólares, ou 53 centavos de dólar por ação, e uma receita líquida de 16 bilhões de dólares no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 30 de setembro. Analistas ouvidos pelo jornal The Wall Street Journal previam um lucro de 56 centavos de dólar/ação e um faturamento de 16,5 bilhões de dólares. No mesmo período do ano passado, as cifras observadas foram de, respectivamente, 5,74 bilhões de dólares, ou 68 centavos de dólar por ação, e 17,37 bilhões de dólares.

Leia mais:

Resultado surpresa do Google choca Wall Street e negócios são suspensos

Após a divulgação dos números do Google, que obrigou a Nasdaq a suspender por quatro horas os negócios com papéis da companhia, os investidores deram início a seguidas ordens de venda de ações das empresas de tecnologia. Com isso, a Nasdaq apresentou forte queda. O Nasdaq Composite, principal índice da bolsa eletrônica, fechou o pregão desta quinta-feira com queda de 1,01%, aos 3 072 pontos.

“Nossos resultados foram mistos”, disse Lisa Nelson, diretora de relações com investidores da Microsoft. “Há o impacto na receita de um mercado de PCs ainda desafiador, bem como de condições macroeconômicas difíceis, particularmente na Europa”, acrescentou.

Bolsa de valores – As ações da Microsoft encerraram as negociações do dia com queda de 0,32%, a 29,5 dólares, na esteira do pessimismo gerado pelos números do Google entre os investidores. Após a divulgação de seu balanço, já no ‘after hours’, os papéis chegaram a ceder 3,2%. Às 18:05, horário de Brasília, a cotação estava em 28,8 dólares, o que implica declínio de 2,29%.

Continua após a publicidade

Publicidade