Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Diretoria da Petrobras aprova revisão de normas de governança corporativa

De acordo com a estatal, as mudanças ocorrem em função do novo ambiente de negócios e da revisão do plano de investimentos da companhia

A Petrobras comunicou na manhã desta quarta-feira que a diretoria aprovou, em reunião, o início do projeto de revisão da sua governança corporativa e modelo de gestão organizacional. Segundo o comunicado, enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as mudanças ocorrem em função do novo ambiente de negócios e da revisão do plano de investimentos da companhia.

O projeto terá liderança da presidência e orientação da diretoria executiva, e será conduzido, de acordo com a empresa, por um grupo de executivos com experiência em diferentes áreas.

Leia mais:

Sem balanço, Petrobras pode perder grau de investimento, diz S&P

PF investiga se lobista comprou Land Rover para ex-diretor da Petrobras como propina

Reformulação – Em meio aos desdobramentos da Operação Lava Jato, a estatal tenta se mostrar disposta a lutar contra a corrupção e se mostrar transparente. O novo presidente da companhia, Aldemir Bendine, sugeriu a contratação de uma consultoria para desenhar uma “Nova Petrobras”. O presidente quer “reestruturar” a empresa, mas não explicou detalhes sobre sua ideia.

Em janeiro, a Petrobras comunicou que seu Conselho de Administração aprovou a indicação do executivo João Adalberto Elek Junior para o cargo de Diretor de Governança, Risco e Conformidade. A estatal afirmou, em nota, que o novo executivo tem a missão de “assegurar a conformidade processual e mitigar riscos nas atividades da Petrobras, dentre eles, os de fraude e corrupção”. Sua função é fazer com que a empresa siga normas internacionais de transparência de informações e boas práticas corporativas, apertando o cerco contra condutas ilegais de executivos e funcionários.