Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dinheiro do FGTS incentiva presente do Dia dos Namorados

Paulistanos pretendem gastar 10% a mais do que no ano passado, segundo pesquisa da FecomercioSP

Por Da redação
Atualizado em 4 jun 2024, 21h44 - Publicado em 9 jun 2017, 19h19

Os apaixonados não parecem dar ouvidos para as recomendações dos economistas sobre o uso do dinheiro da conta inativa do FGTS. Em vez de pagar dívidas ou poupar, muitas pessoas devem usar os recursos do fundo para comprar presente para o Dia dos Namorados, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Neste ano, 66% dos consumidores que estão em um relacionamento disseram que pretendem comprar presente no Dia dos Namorados. O percentual é maior que o verificado em 2016 (62%).

Para a FecomercioSP, a alta é motivada pela melhora das condições econômicas, como inflação e juros menores, e pela liberação do dinheiro da conta inativa do FGTS.

Dentre os 30% que não devem adquirir presentes, 49% disseram estar sem condições financeiras ou endividados e 25% responderam não ter o costume de presentear em datas comemorativas.

Continua após a publicidade

Mais da metade dos entrevistados (52%) disse que deixa para comprar depois da comemoração para aproveitar as promoções.

A pesquisa mostrou que os namorados pretendem gastar 10% mais neste ano do que em 2016. O valor médio dos presentes é de 190 reais. Os homens vão gastar mais do que as mulheres: 210 reais e 161 reais, respectivamente.

A pesquisa foi realizada de 5 a 6 de junho, com 1.121 consumidores na capital paulista.

O levantamento mostrou que as pessoas costumam deixar para comprar na última hora: 42% vão comprar na véspera.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.