Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Contas públicas registram déficit de R$ 114 bi no acumulado do ano

Montante equivale a 1,08% do PIB, acima dos 0,97% até setembro; no mês, resultado foi de superávit de R$ 14,8 bi

Por Larissa Quintino
Atualizado em 6 dez 2023, 12h59 - Publicado em 6 dez 2023, 09h08

As contas públicas do Brasil registraram superávit primário de 14,8 bilhões de reais em outubro, ante superávit de 27,1 bilhões de reais em outubro de 2022. No acumulado do ano, entretanto, o déficit é de 114,2 bilhões de reais, equivalente a 1,08% do PIB. Até setembro, a dívida estava em 0,97% do PIB. 

No mês passado, a área econômica do governo aumentou a projeção do rombo para este ano, subindo de 141,4 bilhões de reais para 177,4 bilhões de reais, ou seja, de 1,3% para 1,7% do PIB. 

O aumento do rombo nas contas públicas mostra a dificuldade do governo Lula na questão fiscal. No começo do ano, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tinha como objetivo entregar o déficit em 100 bilhões de reais em 2023 – algo em torno de 1% do Produto Interno Bruto (PIB). Já para 2024, a meta do governo – estipulada no novo arcabouço fiscal — é de zerar o déficit nas contas. A meta já foi colocada em dúvida pelo próprio presidente Lula (PT).

O superávit primário considera que as receitas superaram as despesas, sem incluir o pagamento de juros da dívida pública. No caso do déficit, a lógica é oposta.

Continua após a publicidade

Somente em outubro, o governo central registrou superávit de 19,5 bilhões de reais, enquanto os governos regionais e estatais tiveram déficit. Foram 3,9 bilhões de reais dos governos e 805 milhões das estatais. 

Dívida

A dívida bruta do Brasil chegou em 74,9% do Produto Interno Bruto (PIB) e fechou o mês de outubro em 7,9 trilhões de reais, 0,3 ponto a mais que no mês anterior. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 6, pelo Banco Central. No ano, a elevação foi 1,8 ponto percentual. A dívida bruta é calculada com base nas contas do governo federal, INSS, governos estaduais e municipais.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.