Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jungmann manda PF investigar falsa ameaça de greve de caminhoneiros

Categoria afirma que acordo para encerrar paralisação foi cumprido, com redução do preço do diesel de 46 centavos por litro

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, mandou a Polícia Federal investigar mensagens que circulam pelo WhatsApp com informação falsa sobre uma nova paralisação de caminhoneiros. A greve ocorreria em 9 de setembro, após o feriado da Independência.

“Desmentida pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), entre outras representantes da categoria, as mensagens se enquadram na categoria de fake news e seus autores e veiculadores podem responder por crime contra a economia popular e por publicidade enganosa”, diz o Ministério da Segurança Pública.

Lideranças dos caminhoneiros afirmam desconhecer a União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC), que ameaça realizar nova paralisação após o feriado de 7 de setembro. Representantes da categoria ouvidos pela reportagem afirmam que não existe chance de a greve deflagrada em maio, que durou onze dias, voltar a se repetir neste mês.

Na ocasião, para encerrar a greve, o governo aceitou praticamente todas as reivindicações dos caminhoneiros, como criação de uma tabela de frete com preços mínimos, congelamento e redução do preço do diesel em 46 centavos de real por litro. “Tudo o que foi prometido foi cumprido. Se está funcionando, é outro assunto, mas o acordo foi cumprido”, afirma Nélio Botelho, presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo Francisco Wilde Bittencourt Ferreira, presidente do Sindicato dos Transportes de Carga do Sul Fluminense, há um gatilho que elevará o preço do frete quando o preço do diesel subir muito. “Vai ser automático, se aumentar o diesel, aumenta o frete.”

Botelho e Wilde dizem que nenhuma entidade de caminhoneiros reconhece a UDC. “Esse nome foi criado para confundir com o nosso, com a União Brasil de Caminhoneiros. Ninguém conhece esse grupo”, afirma Botelho. “Foi um nome fabricado para causar sensacionalismo.”

“Não é gente nossa, estão usando filmes antigos na internet”, conta Wilde.

Segundo Botelho, não há ambiente para fazer greve neste momento. “Todo mundo cairia em cima da gente.”

Apesar das negativas, a população teme uma nova greve como a de maio, que causou desabastecimento geral de supermercados, farmácias, bebidas. Indústria e varejo foram afetados pela paralisação.

Preços

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que, devido à variação do preço do óleo diesel, promoverá os ajustes no tabelamento do frete. A lei prevê que uma nova tabela com frete mínimo deve ser publicada quando houver oscilação superior a 10% no preço do óleo diesel no mercado nacional.

Desde sexta-feira, 31, o preço médio do diesel nas refinarias da Petrobras subiu 13,03%, com o preço do combustível passando de 2,0316 reais para 2,2964 reais. É o primeiro reajuste desde junho, quando, em acordo com os caminhoneiros em greve, o governo congelou o preço do produto nas refinarias.

A mais recente pesquisa de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP) mostra que o litro do diesel subiu para 3,373 reais na última semana.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Didi Oliveira

    Tinha que ser o CHAVES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir