Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

BOVESPA-Índice ruma para fechar abril com maior queda em 7 meses

Por Da Redação 30 abr 2012, 12h49

SÃO PAULO, 30 Abr (Reuters) – A Bovespa chegou a ensaiar recuperação neste pregão espremido entre o final de semana e o feriado, mas cedeu em meio ao clima de cautela no exterior, com a noticia de que a Espanha entrou novamente em recessão e com dados fracos dos Estados Unidos.

Às 12h40, o Ibovespa recuava 0,68 por cento, a 61.272 pontos. O principal índice da bolsa paulista caminha para registrar a segunda queda mensal consecutiva e deve ter a maior desvalorização mensal desde setembro, de 7,4 por cento. O giro financeiro do pregão era de 1,56 bilhão de reais.

“Sexta-feira teve realização aqui, na contramão do que aconteceu lá fora. Na abertura, até ensaiou uma recuperação, mas acabou caindo com notícias negativas como o PIB da Espanha, que apesar de não ser surpresa, joga pressão (nos mercados)”, disse André Perfeito, economista-chefe da Gradual Investimentos.

A economia espanhola encolheu um pouco menos que o esperado no primeiro trimestre, mas ainda assim o país voltou a entrar em recessão.

Nos Estados Unidos, a renda das famílias aumentou em março, mas os consumidores pouparam mais e ampliaram levemente seus gastos.

Continua após a publicidade

Nos mercados externos, o índice Dow Jones recuava 0,28 por cento. O principal índice acionário europeufechou em baixa de 0,63 por cento.

No front doméstico, os setores de mineração e siderurgia são os que mais pesam no Ibovespa. A preferencial da Valecaía 1,1 por cento, a 41,04 reais, enquanto a da Usiminasperdia 1,3 por cento, a 10,88 reais.

Ainda entre as blue chips, o papel da Petrobrassubia 0,14 por cento, a 20,96 reais.

A Brasil Foods era a maior queda do índice, com baixa de 3,3 por cento, a 34,65 reais. A empresa reportou na última sexta-feira queda de 60 por cento no lucro líquido do primeiro trimestre, ante igual período de 2011, para 153 milhões de reais.

Outro destaque de queda era a Redecard, com baixa de 1,67 por cento, a 31,83 reais. Mais cedo, o Itaú Unibancodisse que pode abandonar oferta pública (OPA) pela operadora de meios de pagamento, caso um novo laudo de avaliação sobre a companhia não inclua o preço máximo de 35 reais por ação. [ID: nL1E8FU3RU]

Na outra ponta, a Vanguarda era o destaque de alta do Ibovespa e ganhava 2,63 por cento, a 0,39 real. A empresa reportou lucro líquido consolidado de 16,837 milhões de reais no primeiro trimestre, revertendo um prejuízo de 865 mil reais obtidos no mesmo período de 2011. [ID: nL1E8FU1B8](Por Danielle Assalve e Roberta Vilas Boas; Edição de Diogo Ferreira Gomes)

Continua após a publicidade
Publicidade