Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bolsas de NY abrem com alta, após acordo europeu

Por Da Redação 9 dez 2011, 11h34

Por Luciana Antonello Xavier

Nova York – As bolsas nova-iorquinas iniciaram o pregão com alta moderada, após o pacto de união fiscal fechado entre 17 líderes da zona do euro nesta madrugada. Os chefes desses governos estão reunidos novamente hoje, em Bruxelas. Às 12h34 (de Brasília), o Dow Jones subia 0,69%, o S&P 500 tinha alta de 0,74% e o Nasdaq subia 0,54%.

Pela manhã, os indicadores futuros perderam um pouco do fôlego com a notícia de que o déficit comercial dos EUA foi reduzido em outubro pelo quarto mês seguido. O déficit dos EUA caiu 1,6%, para US$ 43,47 bilhões em outubro. O déficit comercial com a China ficou relativamente estável em outubro, em US$ 28,07 bilhões. As exportações dos EUA subiram 16,4%, para US$ 9,74 bilhões, enquanto as importações subiram 3,8%, para um recorde de US$ 37,81 bilhões. Ainda hoje, saem os dados sobre a confiança do consumidor dos EUA, às 12h55.

Apesar de positivo, o acordo deixou de fora 10 países, entre eles o Reino Unido.A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que, apesar de não ter entrado no acordo, a nação inglesa continua sendo “um parceiro confiável” e disse que o acordo cria uma nova base de confiança para a zona do euro. “Nós vamos alcançar a nova união fiscal. Teremos o euro dentro de uma união estável. Teremos regulamentos mais fortes para os déficits orçamentários para os membros da zona do euro”, afirmou.

Os líderes da zona do euro também chegaram a um acordo para que os europeus façam um empréstimo bilateral de � 200 bilhões ao Fundo Monetário Internacional e a introdução do mecanismo permanente de resgate (ESM) antecipado para julho de 2012.

Continua após a publicidade

Publicidade