Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Banco Inter confirma vazamento de dados dos clientes

Esta foi a primeira vez que a instituição assumiu o vazamento - inicialmente, alegou aos acionistas que eram "falsas" as notícias publicadas a respeito

Por Estadão Conteúdo
17 ago 2018, 09h42

O Banco Inter confirmou nesta quinta (16), pela primeira vez, que dados de seus clientes foram vazados na internet. Em nota enviada aos correntistas, o banco afirmou que a “exposição dos dados foi de baixo impacto” e que os clientes mais gravemente afetados foram notificados. O vazamento está sendo avaliado pela Justiça de Brasília, em um caso que corre em sigilo, e também é motivo de um processo na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pois o Inter tem capital aberto desde abril.

Na nota, o banco disse que, em maio, identificou um incidente de segurança em seu sistema, frisando que “alguns dados foram acessados e divulgados”. A instituição disse, porém que as investigações não constataram um ataque cibernético externo que comprometesse a segurança dos dados dos correntistas. “Acreditamos que a pessoa autorizada a atuar em nossos sistemas tenha quebrado seu dever de sigilo (…) e, após tentativa frustrada de nos extorquir, divulgou, sem autorização, algumas informações à pequena parcela de nossos clientes à época”, diz a nota.

O banco informou, ainda, que contratou empresas especializadas para avaliar os danos, garantindo que estes foram “quase todos de baixo impacto, sendo que clientes mais sensíveis foram contatados”. Procurado, o Inter disse que não vai se pronunciar além das informações enviadas aos correntistas.

Esta foi a primeira vez que o banco digital assumiu o vazamento. Inicialmente, o Inter alegou aos acionistas que eram “falsas” as notícias publicadas a respeito. Em paralelo, o caso foi investigado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios que avaliava possíveis danos aos clientes. No dia 30 de julho, o Ministério Público divulgou que dados pessoais de 13.000 clientes, como nome completo, CPF, CNPJ e dados bancários eram vendidos na internet.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.