Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Apple começa testes em sua empreitada no mercado de crédito

'Pay later', serviço de parcelamento de compras direto do iPhone começou a ser testado por funcionários das lojas da empresa

Por Larissa Quintino Atualizado em 15 fev 2023, 00h58 - Publicado em 8 fev 2023, 09h54

A Apple começou a fazer testes de seu serviço de crédito. Anunciado em julho do ano passado, Apple Pay Later passou a ser oferecido para os funcionários do varejo da empresa, de acordo com informações da Bloomberg. O sistema de pagamento em parcelas lembra muito o que é feito no Brasil com os cartões de crédito, porém, não é algo comum em economias mais desenvolvidas.

O serviço tem como premissa o “compre agora e pague depois”: a atualização atualização na carteira digital presente nos iPhones, a Apple Wallet, permitirá empréstimos e compras no crédito diretamente pelos celulares, sem a necessidade de vincular um cartão de empresas bancárias.

Nesta semana, a empresa entrou em contato com funcionários do varejo e ofereceu a eles uma versão de teste do serviço que permitirá aos compradores dividir o pagamento das compras em parcelas, afirma a Bloomberg. O teste com os funcionários do varejo da Apple é uma tática usada pela empresa antes de lançamentos, em 2019 foi assim com o Apple Card, o cartão de crédito da companhia. 

A expectativa é que o serviço tivesse sido lançado em setembro passado como parte do iOS 16. No entanto, foi adiado até 2023 após problemas técnicos. 

Continua após a publicidade

Ao anunciar os planos do “pay later” no ano passado, a Apple disse que a opção de pagamento irá dar aos utilizadores uma forma de dividir o custo das compras em quatro parcelas iguais pagas em seis semanas sem juros ou taxas adicionais, algo parecido com o que o mercado brasileiro de crédito pratica com o parcelamento via cartões. Porém, os pagamentos parcelados não são comuns em outros países. Na ocasião a Apple também afirmou que trabalhava junto com o Goldman Sachs Group para oferecer uma opção que divide o custo de grandes compras em vários meses, e, neste caso, com juros.

A possibilidade de gerenciar apenas a carteira digital em todo o processo de uma compra, potencialmente, permitirá uma experiência sem muitos atritos ou passos. Se de fato atender às expectativas, o Apple Pay Later será uma forte concorrência na oferta de serviços financeiros mundiais. A divisão Apple Financing será responsável por supervisionar as verificações de crédito e empréstimos para o serviço. Segundo a agência de notícias Bloomberg, o negócio já possui licenças de empréstimo necessárias para o funcionamento.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.