Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ações do BC ameaçam inflação, diz Fed da Filadélfia

Por Da Redação 12 out 2011, 16h05

Por AE

Filadélfia – Os recentes esforços do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) para estimular a economia dos Estados Unidos ameaçam gerar inflação e podem minar a credibilidade da instituição, afirmou o presidente da regional da Filadélfia do Federal Reserve, Charles Plosser, nesta quarta-feira.

Em discurso na Universidade da Pensilvânia, Plosser, que é membro votante do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Fed, criticou a recente decisão do BC dos EUA de trocar seu portfólio de títulos, para forçar uma redução nas taxas de juros de longo prazo e estimular o crescimento. Segundo ele, o Fed deveria evitar ações do tipo, que ameaçam aumentar a inflação ou as expectativas de inflação no médio prazo. “Não devemos ficar tão otimistas de que o alto desemprego levará à baixa inflação”, avaliou. Plosser disse que o desemprego deve seguir alto, apenas com uma queda modesta no próximo ano, talvez entre 8,0% e 8,5%, do atual nível de 9,1%.

A maior incerteza, segundo ele, vem da Europa. Plosser citou especificamente a crise da dívida da Europa como um freio para o crescimento global. “Os mercados financeiros estão muito sensíveis diante de notícias da Europa, até mesmo a ponto de ignorar notícias positivas na economia dos EUA”, afirmou ele. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade

Publicidade