Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Gente

Por Valmir Moratelli
Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios
Continua após publicidade

A provocação de Luiz Marinho, ministro do Trabalho, à Uber

Discurso foi feito na audiência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara

Por Giovanna Fraguito Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 10 Maio 2024, 08h46 - Publicado em 5 out 2023, 15h06

Luiz Marinho, ministro do Trabalho e Emprego, afirmou que a empresa Uber seria facilmente substituída no Brasil, caso houvesse a decisão de abandonar o mercado interno. A empresa de transporte está no grupo criado pelo governo para regular a atividade de entregadores e motoristas via aplicativos. “O Uber não vai sair do Brasil. O número um é o Brasil no seu mercado. Agora, caso queira sair, o problema é só do Uber, porque outras concorrentes ocupam esse espaço, como é um mercado normal. E eu provoquei o Correios para que se estudasse, deveria se estudar, montar um aplicativo para colocar de forma mais humana para os trabalhadores que desejassem usar o aplicativo dos Correios, para poder trabalhar sem a neura do lucro dos capitalistas, que é o que acontece com o Uber e IFood”, disse o ministro nesta terça-feira, 3, em audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara.

As tentativas de regulamentação das plataformas acontecem desde maio em Brasília, com encontros entre representantes de trabalhadores e dos aplicativos. Em setembro, o Uber foi condenado pelo TRT-2 (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª região) em primeira instância a pagar uma indenização de 1 bilhão de reais e a contratar formalmente todos os motoristas vinculados ao aplicativo. Na ocasião, a empresa informou que iria recorrer e que “não vai adotar nenhuma das medidas elencadas na sentença antes que todos os recursos cabíveis sejam esgotados”.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.