Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Mesmo com alta de juros, empréstimos cresceram 20% em 2021, diz pesquisa

Saldo de crédito tomado por pessoas físicas chegou a R$ 2,6 trilhões no ano passado; bancos veem com cautela cenário para 2022

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 23 fev 2022, 14h27 - Publicado em 23 fev 2022, 17h30

Mesmo com a alta da taxa de juros, o volume contratado por brasileiros em empréstimos teve aumento de quase 20% em 2021, mostra pesquisa do Instituto Propague que acaba de ser lançada em parceria com a Stone.

A nova edição do relatório ‘Mercado de Crédito em Dados’ aponta que, em números absolutos, o crédito para pessoa física saiu de cerca de 2,2 trilhões de reais de saldo em novembro de 2020 para 2,6 trilhões de reais em novembro de 2021 — alta de 19,7%. Em relação a novembro de 2017, primeiro ano pesquisado, o aumento foi de 53%.

A pesquisa pontua que, com a alta da inflação, a Selic saiu de 2% para 9,25% em 2021 e que, como é a taxa básica de juros da economia, influencia todos os índices de juros do país, como as próprias taxas de juros dos empréstimos, financiamentos e das aplicações financeiras.

No entanto, como a mudança foi “brusca” — em um período de menos de um ano–, diz o relatório, ainda não chegou a refletir em uma reversão dos resultados do mercado ainda em 2021, e nem em um arrefecimento da oferta de crédito em si, como é possível constatar pelo aumento do montante contratado.

“De toda forma, o total de crédito concedido para pessoas físicas é uma importante métrica a ser acompanhada de perto pelos próximos meses para termos uma maior noção de como essa piora nas condições de oferta de crédito afetará a economia”, diz o estudo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)