Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Tráfego aéreo deve subir 30% frente ao pré-pandemia em 2027, aponta estudo

Previsão para 2024 já é de alta de 6%, com guinada positiva de viagens de negócios

Por Felipe Erlich Atualizado em 3 jun 2024, 17h23 - Publicado em 6 mar 2024, 15h06

O volume de viagens de avião em 2027, globalmente, deve ser 30% superior ao registrado em 2019, ano pré-pandemia de Covid-19, antes do setor ser dramaticamente impactado pela quarentena. Assim, estima-se que o trauma do período seja deixado para trás com resultados animadores à frente. O dado é de um estudo sobre o segmento aeroportuário encomendado pela JCDecaux, companhia especializada em peças publicitárias para ambientes externos, intitulado First Class Advertising. Também é constatado que, já em 2024, o tráfego aéreo deve ser 6% maior do que o de 2019.

Além do turismo convencional, as viagens de negócios voltaram a fazer parte do dia a dia dos aeroportos. Outro estudo, o ACI ASQ Global Traveller, evidencia que o volume de viajantes de negócios em 2023 foi 22% superior ao do ano pré-pandemia. A JCDecaux aponta que quem costuma fazer esse tipo de viagem tem decolado, em média, cinco vezes por ano, enquanto a média dos viajantes em geral, de turismo e negócios, é de 3,6 viagens por ano.

O estudo First Class Advertising coloca a faixa etária entre 25 e 44 anos como a mais comum para quem viaja de avião e frisa, também, que 85% dos viajantes efetuaram compras em aeroportos nos últimos 12 meses, excluindo o consumo de alimentos e bebidas. As categorias de produtos de alto padrão mais cobiçadas nos aeroportos são: confeitaria, perfumes e produtos de beleza.

O estudo em questão foi realizado pelo instituto de pesquisa Ipsos e baseou-se num questionário online de 15 minutos a 11.368 participantes com idades entre os 18 e os 65 anos em 14 mercados mundiais: Alemanha, Arábia Saudita, Austrália, Bélgica, Brasil, China Continental e China Hong Kong SAR, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Reino Unido e Singapura.

Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.