Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Fórmula 1 chega a US$ 887 milhões de faturamento

Categoria cresce nas redes sociais e fica mais jovem

Por Pedro Gil Atualizado em 9 Maio 2024, 20h15 - Publicado em 7 nov 2023, 18h06

A Fórmula 1 chegou a um faturamento total de 887 milhões de dólares (4,3 bilhões de reais), entre julho e setembro deste ano, com um incremento de 24% em relação a 2022, quando alcançou 715 milhões de dólares. Os números foram divulgados nesta terça-feira (7) pela Liberty Media, empresa que faz a gestão da categoria.

Números divulgados pela empresa durante este ano também indicam que a média de idade de quem acompanha o esporte caiu de 36 anos para 32 anos. Já aqueles que acompanham presencialmente as corridas também ficaram mais jovens, com crescimento de 21% dos fãs de até 25 anos, nos anos de 2021 e 2022. Levando em conta as transmissões esportivas, a audiência teve um crescimento de 44% entre os torcedores de até 35 anos, levando em conta os últimos cinco anos (2018 a 2022).

Esse fato, automaticamente, levou a Fórmula 1 a superar a marca de 60 milhões de seguidores somadas todas as suas redes sociais, atingindo um crescimento de 29% no ano. O TikTok foi a plataforma que teve o maior aumento, de 13%, superando os 7 milhões de seguidores e atingindo patamares próximos de Premier League, UFC e NFL. “Comercialmente e em termos publicitários, a Fórmula 1 cresceu no Brasil e no mundo inteiro ao longo dos últimos anos, motivado bastante pela série [Drive to Survive, da Netflix]. Isso trouxe uma nova geração de público não apenas que passou a acompanhar presencialmente o evento, mas também a se interessar mais”, diz Fernando Paz, diretor comercial da Absolut Sport, agência de marketing esportivo.

No começo de 2021, no último levantamento feito pela plataforma Betway Insider, apontou-se que a audiência da Fórmula 1 cresceu mais de 58% apenas nos Estados Unidos, atingindo mais de 1 bilhão de espectadores. Outro dado da Nielsen mostra que mais de 360 mil pessoas que não assistiram às corridas do fim da última temporada acompanharam as disputas neste ano depois de verem a série Drive To Survive.

A Liberty Medida estima que mais de 800 milhões de usuários foram atingidos nos dois primeiros anos de lançamento da série, e que ela conquistou mais de 50 milhões de visualizações desde o lançamento da quarta temporada, em 2022. “A organização da Fórmula 1 dá aula de entretenimento. Os eventos de hospitalidade e todas as ações de experiência que criaram além da corrida principal são verdadeiras aulas de conexão e obtenção de receitas”, diz Renê Salviano, presidente da Heatmap, especialista em marketing esportivo. “A F1 vem trabalhando com diversas ações no sentido de aproximar o fã. Trazer os bastidores da F1 ao público foi genial, inclusive a fórmula tem sido copiada por outras modalidades, como o tênis. O reflexo disso tem se dado com faturamento recorde, autódromos lotados e público cada vez mais engajado”, complementa Fábio Wolff, sócio-diretor da Wolff Sports e especialista em marketing esportivo, e que faz a captação de contratos entre marcas envolvendo profissionais do esporte.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.