Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Victor Irajá
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Crise na Argentina afetará PIB brasileiro em 2024, diz Bráulio Borges

VEJA Mercado: pesquisador do FGV IBRE aponta que queda do poder de compra dos argentinos está reduzindo exportações brasileiras para o país

Por Camila Barros
Atualizado em 9 fev 2024, 11h04 - Publicado em 9 fev 2024, 10h43

O PIB do Brasil em 2024 não deve surpreender positivamente, segundo análise de Bráulio Borges, economista da consultoria LCA e pesquisador do FGV IBRE. O especialista espera um crescimento entre 1,5% e 2% para o final deste ano, aquém dos 2,9% de 2022 e os 3% estimados para 2023. O valor está em linha com as projeções do mercado: segundo o último Boletim Focus, a mediana de projeções do PIB para 2024 é de 1,6%. 

Bráulio explica que há dois fatores que prejudicam o desempenho este ano: o fim do “boom” dos preços das commodities, que encareceu os produtos agropecuários entre 2020 e 2023, e a deterioração do poder de compra da Argentina, maior compradora de produtos manufaturados brasileiros. 

Sob a nova gestão de Javier Milei, o país sofre uma terapia de choque econômico, com corte de gastos e fim de subsídios públicos. O plano tenta interromper o avanço da inflação, que fechou 2023 em 211,4% – maior nível em 33 anos. “Na prática, a gente vai ter uma contração muito grande do mercado consumidor argentino”, diz Bráulio.  

A repórter Camila Barros entrevista Bráulio Borges. 

Continua após a publicidade

Ouça o VEJA Mercado também pelo Spotify

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.