Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

China quer romper relações de estatais com auditorias estrangeiras

As gigantes PwC, Deloitte, KPMG e EY estariam na mira do governo comunista

Por Felipe Erlich Atualizado em 4 jun 2024, 10h35 - Publicado em 22 fev 2023, 16h29

Em um esforço para se desvencilhar da influência ocidental sob seus negócios, o governo chinês quer que suas empresas parem de contratar serviços de auditoria de quatro grandes corporações internacionais. As companhias que estão na mira do país asiático são as gigantes PwC, Deloitte, KPMG e EY. Para realizar esse movimento, as estatais chinesas devem deixar seus contratos com as auditorias estrangeiras expirarem, de modo a firmar negócio com empresas locais em substituição. Além de ter como objetivo a proteção de dados referentes aos negócios chineses, a iniciativa também busca estimular o mercado de auditorias locais. As informações foram obtidas pela agência Bloomberg.

O abandono por parte das estatais chinesas seria prejudicial às quatro empresas de auditoria, que lucraram cerca de três bilhões de dólares com seus serviços no país em 2021, segundo o governo chinês. Desde setembro de 2022, cerca de 140 empresas chinesas dos setores público e privado já trocaram seus serviços de auditoria estrangeiros por opções locais. Uma dúvida que resta ser esclarecida, inclusive por reguladores do país asiático, é se tais auditorias serão tão competentes em sua prestação de serviço, sendo menos experientes que suas competidoras ocidentais.

Siga o Radar Econômico no Twitter

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.