Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Cemig triplica lucro com efeito do dólar. Mas olhos se voltam para tarifas

VEJA Mercado: queda do dólar barateia energia de Itaipu e dívida da companhia; no Congresso, a pauta é a suspensão de reajustes

Por Josette Goulart Atualizado em 16 Maio 2022, 18h32 - Publicado em 16 Maio 2022, 12h44

A Cemig divulgou nesta segunda-feira, 16, um lucro no primeiro trimestre do ano de 1,46 bilhão de reais, mais que triplicando o lucro do mesmo período de 2021. Duas são as principais explicações dada pela Cemig. Primeiro, foi o fato de a empresa de geração ter vendido mais energia. E o segundo foi um efeito de 314 milhões de reais só com dólar, que caiu significativamente no primeiro trimestre do ano. O dólar influencia os gastos da empresa distribuidora com a energia de Itaipu, que é dolarizada, e também com a dívida, já que metade dela está dolarizada. Para se ter uma ideia do efeito câmbio na Cemig, no primeiro trimestre de 2021 a empresa perdeu 1,26 bilhão com a alta do dólar naquele período.

Mas os investidores estão mesmo de olho no que pode vir do Congresso Nacional, que quer suspender os reajustes de mais de 20% nas tarifas de energia da Enel no Ceará. Se o decreto, que está tramitando em regime de urgência for adiante, o temor é de que a suspensão comece a ser solicitada para todos os estados. O processo de revisão das tarifas da Cemig na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) termina no dia 28 de maio e a estimativa é que chegue a 20%.

Enquanto o lucro de todo o grupo Cemig cresceu 244% no consolidado, a empresa de distribuição da Cemig teve uma queda de 4% nos seus resultados. A ação da Cemig está praticamente no zero a zero no pregão desta segunda-feira.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)