Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O sucesso do leilão de terminais no Porto de Santos: R$ 505 mi arrecadados

A Eldorado levou o terminal STS14 por 250 milhões de reais de outorga. Já o STS14-A ficou com a Bracell por 255 milhões de reais

Por Robson Bonin Atualizado em 28 ago 2020, 12h37 - Publicado em 28 ago 2020, 12h36

A pasta de Tarcísio de Freitas está em festa nesta sexta com o resultado do primeiro leilão do Pró-Brasil, que envolveu dois terminais de carga do Porto de Santos. 

A outorga estava no lance mínimo de R$ 1, mas as empresas duelaram pelos espaços até o leilão registrar 505 milhões de reais arrecadados.

Fora a garantia de mais de 420 milhões de reais em investimentos privados na infraestrutura portuária.

Para o Tarcísio, o resultado mostra o potencial do setor e o interesse dos investidores privados no pacote de concessões de infraestrutura do governo.

“Entramos no leilão para atrair 420 milhões de reais de investimento privado e ganhamos de bônus mais de meio bilhão para o caixa do Porto de Santos. Resultado extraordinário que passa uma mensagem de otimismo ao mercado. Ganhamos no curto prazo, com a atração de investimentos e empregos, no médio com a saúde financeira da empresa e no longo prazo com a valorização do ativo para quando fizermos a desestatização do porto”, diz o ministro ao Radar.

A Eldorado levou o terminal STS14 por 250 milhões de reais de outorga. Já o STS14-A ficou com a Bracell por 255 milhões de reais. O governo já teria ficado feliz se a disputa tivesse chegado aos 100 milhões de reais.

 

Continua após a publicidade
Publicidade