Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estudo revela como os celulares corporativos são usados na quarentena

Quase metade dos donos de smartphones oferecidos pelas empresas já tentou baixar jogos eletrônicos

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 22 jun 2020, 18h43 - Publicado em 22 jun 2020, 18h32

Uma pesquisa inédita observou que o download de jogos eletrônicos em aparelhos celulares corporativos, o “celular da firma”, disparou durante a pandemia. Março, o primeiro mês da quarentena, registrou um crescimento de 74% nas tentativas de download de jogos na comparação com o mês anterior. E o interesse continuou em abril, com um aumento ainda maior, de 107%.

A tentativa de baixar aplicativos para exibição de filmes e séries por streaming também ganhou fôlego no período de isolamento social. O crescimento foi de 36% em março na comparação com o mês anterior. Em abril, o crescimento foi de 95%. Os dados são da Navita, empresa de serviços de mobilidade, TI e telecom, com base em 20 mil smartphones de diversas empresas de todo o país. A pesquisa mostrou que 46,54% dos donos desses aparelhos já tentou baixar jogos.

Mas o “desvio de finalidade” dos usuários desses aparelhos não se resumiu à diversão. Aplicativos de produtividade, comunicação e e-learning também foram baixados. “As pessoas estão com medo de perder o emprego e estão trabalhando mais por estarem um pouco mais ociosas em casa. E esses aplicativos podem ajudá-las a melhorar a própria performance”, diz Wally Niz, diretor de marketing e vendas da Navita.

Publicidade