Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Estudo revela como os celulares corporativos são usados na quarentena

Quase metade dos donos de smartphones oferecidos pelas empresas já tentou baixar jogos eletrônicos

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 22 jun 2020, 18h43 - Publicado em 22 jun 2020, 18h32

Uma pesquisa inédita observou que o download de jogos eletrônicos em aparelhos celulares corporativos, o “celular da firma”, disparou durante a pandemia. Março, o primeiro mês da quarentena, registrou um crescimento de 74% nas tentativas de download de jogos na comparação com o mês anterior. E o interesse continuou em abril, com um aumento ainda maior, de 107%.

A tentativa de baixar aplicativos para exibição de filmes e séries por streaming também ganhou fôlego no período de isolamento social. O crescimento foi de 36% em março na comparação com o mês anterior. Em abril, o crescimento foi de 95%. Os dados são da Navita, empresa de serviços de mobilidade, TI e telecom, com base em 20 mil smartphones de diversas empresas de todo o país. A pesquisa mostrou que 46,54% dos donos desses aparelhos já tentou baixar jogos.

Mas o “desvio de finalidade” dos usuários desses aparelhos não se resumiu à diversão. Aplicativos de produtividade, comunicação e e-learning também foram baixados. “As pessoas estão com medo de perder o emprego e estão trabalhando mais por estarem um pouco mais ociosas em casa. E esses aplicativos podem ajudá-las a melhorar a própria performance”, diz Wally Niz, diretor de marketing e vendas da Navita.

Publicidade