Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Coronavírus expande comércio eletrônico pelo mundo

Crescimento das compras online foi de 23% nos Estados Unidos, 27% na Rússia, 31% na Itália e 18% no Reino Unido

Por Manoel Schlindwein - 26 mar 2020, 17h33

Os números já sinalizam uma severa retração econômica, mas não se pode dizer que a economia está parada. Pelo contrário. Motivados pelo isolamento social por conta do coronavírus, consumidores de 12 países disseram que aumentaram a compra de produtos pela internet que normalmente fariam nas lojas físicas, como frutas e legumes.

Na comparação entre fevereiro e março, o crescimento das compras online foi de 23% nos Estados Unidos, 27% na Rússia, 31% na Itália e 18% no Reino Unido. Os três países onde a mudança de hábito ficou mais evidente são o Vietnã (57%), Índia (55%) e China (50%).

Quem pouco mudou os hábitos foram os franceses e os alemães. O uso do e-commerce para adquirir produtos que antes eram comprados em feiras ou mercados aumentou apenas 16% na França e 12% na Alemanha.

O levantamento on-line foi conduzido pela Ipsos entre os dias 12 e 14 de março e contou com a participação de cerca de 12 mil pessoas, com idades de 16 a 74 anos. A margem de erro é de 3,5 p.p..

Publicidade