Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Gestora de critpo, Hashdex encerra ano com captação de R$ 478 milhões

Para Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, o crescimento é justificado também pelo amadurecimento do ecossistema de criptomoedas

Por Machado da Costa Atualizado em 21 dez 2020, 12h39 - Publicado em 21 dez 2020, 18h04

Em um ano em que os investimentos em cripto ganharam destaque, a Hashdex, gestora focada no setor, deve encerrar 2020 com um volume de captação acima dos 478 milhões de reais que já foram captados pela casa até a primeira metade de dezembro. O valor, superior aos 38,8 milhões de reais do mesmo período do ano passado, também acompanha o crescimento de cotistas que investiram nos quatro fundos que a gestora soma hoje no portfólio. Em dezembro de 2019, 318 cotistas investiam nos fundos da casa – agora esse número chega a quase 16 mil.

Para Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex, o crescimento é justificado também pelo amadurecimento do ecossistema de criptomoedas nos últimos anos. “Um fator adicional são as quedas nas taxas de juros que ocorreram não só no Brasil, mas em outros países, o que fez o investidor buscar por diversificação nos ativos”, explica.

Além disso, outra novidade anunciada neste ano trouxe mais holofotes para a gestora. Criada em 2018, a casa recebeu a aprovação em setembro para lançar o Hashdex Nasdaq Crypto Index ETF, o primeiro ETF de criptomoedas do mundo. Em desenvolvimento com a Nasdaq, o fundo será listado na Bolsa de Valores de Bermuda, país que já possui uma regulamentação voltada para os ativos digitais.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade