Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

BTG compra Empiricus, mas Empiricus processa BTG

Casa de análise queria renovar aluguel com desconto de prédio que pertence a fundo imobiliário administrado pelo BTG

Por Josette Goulart Atualizado em 7 jul 2021, 15h44 - Publicado em 7 jul 2021, 15h04

A casa de análise Empiricus, há quase cinco anos, está instalada em um dos prédios mais novos e luxuosos da avenida Faria Lima, o edifício Patio Victor Malzoni. Este inclusive é o mesmo endereço do banco BTG Pactual, que, em maio, anunciou a compra da Empiricus, por meio do negócio com o grupo Universa. Mesmo assim, 15 dias depois do anúncio, a Empiricus entrou com uma ação na Justiça contra o BTG para poder renovar o contrato de aluguel do espaço e com desconto. O BTG é o administrador do fundo imobiliário Pateo Bandeirantes, que é dono do prédio na Faria Lima.

O Empiricus disse na Justiça que queria renovar o aluguel, mas que o fundo sequer respondia sobre esta possibilidade de renovação. O contrato vence em dezembro. A empresa pediu ainda à Justiça  que o valor do contrato atual fosse reduzido a 80% do atual valor do aluguel, que seria justificado por conta da pandemia e à queda nos preços dos alugueis. Além disso, pedia um desconto de uns 6% no valor do aluguel para o novo contrato de cinco anos. No frigir dos ovos, o valor da causa foi estipulado em cerca de 4,8 milhões de reais, referentes aos alugueis. O juiz não deu a liminar e a Empiricus informou à coluna que já renegociou o aluguel e vai desistir do processo judicial. O pedido de desistência foi protocolado na tarde desta quarta-feira, 07.

*Correção. Empiricus não pediu desconto de 80%, como informado anteriormente, mas sim que o valor fosse 80% do atual valor acertado.

Publicidade