Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saiba o que é ransomware e como se proteger de ataques hacker

Ataques de hackers já atingiram 74 países nesta sexta-feira acompanhados de pedidos de ´resgate'

Nesta sexta-feira, 74 países sofreram ataques de ransomware. A ação diz respeito a ciberataques em computadores que travam o sistema e impedem o acesso da máquina ou dos arquivos armazenados por meio de criptografias. Em seguida, para liberar os dados, os hackers exigem o pagamento de um ‘resgate’, via bitcoins, moeda usada em transações virtuais.

O ransomware é um código, como os vírus trojan e spyware, e pode infectar tanto computadores como equipamentos de rede (modems e roteadores) e dispositivos móveis (tablets, celulares e smartphones).

Para alertar a população sobre os riscos do ataque e apresentar medidas preventivas, o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil divulgou uma Cartilha de Segurança para a Internet.

Segundo o documento, para se proteger é necessário ter um antivírus instalado e atualizado no computador e evitar abrir arquivos e links duvidosos. Uma outra medida para se proteger os arquivos é fazer backups regularmente. A Cert adverte ainda que o pagamento do resgate não garante que você conseguirá restabelecer o acesso aos dados.

Veja também

Infecção por ransomware

Um ransomware pode se instalar ao se abir links em e-mails, redes sociais e mensagens instantâneas, baixar conteúdos ou de sites duvidosos, ou acessá-los usando navegadores vulneráveis. Também é possível ser infectado por anexos de e-mails e arquivos compartilhados. No entanto, o código não se propaga sozinho, sendo necessário um desses canais como condutores.

Como proceder em caso de ataque?

Segundo a Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletrônicos de São Paulo, em caso de ataques, o usuário deve se encaminhar a delegacia mais próxima e realizar o registro de ocorrência de invasão a dispositivos eletrônicos. Se possível, os peritos irão tentar rastrear a origem do ataque, mas, segundo o órgão, em casos de ransomware, os hackers não costumam deixar rastros.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ex-microempresário

    Quando trabalhei com informática (não se chamava TI), décadas atrás, qualquer empresa tinha um planejamento de back-up que era seguido à risca. Triste constatar que hoje, com o hardware muito mais poderoso e mais barato, empresas preferem correr riscos e incentivar o crime.

    Curtir

  2. Juliano Bianchi

    Infecção por ransomware: Gostaria de ressaltar um outro método que os hackers utilizam, eles conectam via Terminal Services , usam da falha de alguns TI’s , onde usuários e senhas padrões são criado, do tipo usuário teste senha 1234 ou administrador senha 123, e aplicam o ransonware. Fica a dica!

    Curtir

  3. Ricardo Pereira

    Que tal as pessoas acordarem e passarem a utilizar software livre como o LINUX. Quem vive com problemas “virais” são os sistemas operacionais comerciais, como Windows, Andróide e até o IOS. Baixem o Linux. É de graça, não precisa comprar anti-vírus e é 1 milhão de vezes mais seguro do que essas tranqueiras que você ainda tem que comprar.
    Dica de um usuário de Windows….!!!!

    Curtir

  4. Ricardo Pereira

    Que tal as pessoas acordarem e passarem a utilizar software livre como o LINUX. Quem vive com problemas “virais” são os sistemas operacionais comerciais, como Windows, Andróide e até o IOS. Baixem o Linux. É de graça, não precisa comprar anti-vírus e é 1 milhão de vezes mais seguro do que essas tranqueiras que você ainda tem que comprar.
    Dica de um ex-usuário de Windows….!!!!

    Curtir