Mais Lidas

  1. Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

    Entretenimento

    Ouça a conversa entre Ana Hickmann e fã que a atacou

  2. Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

    Brasil

    Moro, aplausos e um pedido: 'Prenda o Lula'

  3. Na Argentina, Serra firma acordo de 'coordenação política'

    Brasil

    Na Argentina, Serra firma acordo de 'coordenação política'

  4. Argentina: jogador morre depois de receber golpes na cabeça

    Esporte

    Argentina: jogador morre depois de receber golpes na cabeça

  5. Sucessor de Jucá no Planejamento é citado na Zelotes

    Brasil

    Sucessor de Jucá no Planejamento é citado na Zelotes

  6. Novos áudios mostram que Jucá não falava sobre economia ao citar "sangria"

    Brasil

    Novos áudios mostram que Jucá não falava sobre economia ao citar...

  7. Temer confirma afastamento de Jucá

    Brasil

    Temer confirma afastamento de Jucá

  8. Moro cobra postura mais ativa do governo contra corrupção: 'Não interferir é obrigação'

    Brasil

    Moro cobra postura mais ativa do governo contra corrupção: 'Não...

Fabricantes de sucos terão de mostrar na embalagem o porcentual de polpa

Novas exigências do Ministério da Agricultura também determinam que empresas aumentem quantidade de suco em néctares de uva e de laranja

- Atualizado em

EUA vão desistir de sobretaxar suco de laranja brasileiro
Porcentual de suco nos néctares de laranja subirá de 30% para 40% a partir de 31 de janeiro de 2015(Jupiterimages/VEJA)

A partir de 12 de dezembro as fabricantes de bebidas não alcóolicas serão obrigadas a informar a porcentagem de cada ingrediente nos rótulos de seus produtos, de acordo com as novas exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O objetivo é mostrar para o consumidor a quantidade de suco de fruta, suco vegetal ou polpa de fruta presente nas bebidas - o suco de fruta corresponde à bebida produzida exclusivamente a partir da fruta; o suco vegetal é produzido a partir da fruta e de outros alimentos; e a polpa corresponde à parte carnosa da fruta, que, uma vez diluída, dá origem ao suco.

Em reportagem do jornal O Globo, o chefe da Divisão de Bebidas do Mapa, Marlos Vicenzi, destaca a importância da fiscalização das fabricantes. Ele afirma que ainda não há um levantamento para mostrar quantas empresas se adequaram às novas exigências, mas a fiscalização estadual indica que muitas têm modificado seus rótulos. "Essa exigência vai ser enquadrada na nossa rotina de fiscalização. Além disso, a gente está estudando a possibilidade de criar uma força-tarefa para fiscalizar os rótulos de bebidas. Quando a gente verifica irregularidade, lavra auto de infração. A depender da irregularidade, além de multa pode haver fechamento do estabelecimento, destruição do rótulo."

Leia também:

Pepsi lança bebida 'verde' para concorrer com a nova Coca-Cola

'Legal', o refrigerante à base de maconha que já está à venda nos EUA

Por que o suco de laranja custa tão caro no Brasil

Atendendo a um pedido dos produtores de fruta, as fabricantes também serão obrigadas a aumentar a quantidade mínima de suco nos néctares de uva e de laranja. O porcentual subirá de 30% para 40% a partir de 31 de janeiro de 2015 e de 40% para 50% a partir de 31 de janeiro de 2016. Vicenzi acrescenta que as medidas serão discutidas com as empresas e os fruticultores e acompanhadas por órgãos de defesa do consumidor.

suco de laranja
(VEJA.com/VEJA)
TAGs:
Ministério da Agricultura
Direito do Consumidor
Bebidas