Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O Custo Brasil Sujo

A Operação Carne Fraca expõe mais um exemplo contundente do desastre que a corrupção associada ao fisiologismo político em Brasília é capa de produzir

A Polícia Federal errou a mão ao divulgar a Operação Carne Fraca dando a entender que a carne brasileira, quase toda ela,  estava contaminada e podre. Os investigadores, no entanto, levantaram a tampa de mais um alçapão que abriga uma praga história no país: o fisiologismo casado com a corrupção. Dos 27 superintendentes estaduais do Ministério da Agricultura, 19 foram indicados por políticos.

Eis a raiz de um problema grave, que já levou o Brasil a ostentar o vergonhoso título de dono do maior escândalo de corrupção do planeta.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Enquanto Temer e outros presidentes que o sucederem continuarem a nomearem cargos e chefia por indicação política e não pelo conhecimento técnico em todos setores e ministérios o Brasil irá continuar nesta merla. Pior, Temer vem nomeando somente pessoas envolvidas e não aqueles que são realmente idôneos. Para acertar a economia, previdencia e tributos é necessário credibilidade e isto é o que falta. Quanto ao atual Congresso, pula. A próxima legislatura tudo terá que ser revisto e feito pois o atual está podre e condenado, assim como as carnes contaminadas

    Curtir

  2. Quem fez mais mal ao Brasil? A PF ou esse corrupto ordinário que, infelizmente, vai ficar menos de 1 ano preso, se o for

    Curtir