Clique e assine a partir de 9,90/mês

O Custo Brasil Sujo

A Operação Carne Fraca expõe mais um exemplo contundente do desastre que a corrupção associada ao fisiologismo político em Brasília é capa de produzir

Por Robson Bonin - Atualizado em 27 mar 2017, 13h34 - Publicado em 25 mar 2017, 08h00

A Polícia Federal errou a mão ao divulgar a Operação Carne Fraca dando a entender que a carne brasileira, quase toda ela,  estava contaminada e podre. Os investigadores, no entanto, levantaram a tampa de mais um alçapão que abriga uma praga história no país: o fisiologismo casado com a corrupção. Dos 27 superintendentes estaduais do Ministério da Agricultura, 19 foram indicados por políticos.

Eis a raiz de um problema grave, que já levou o Brasil a ostentar o vergonhoso título de dono do maior escândalo de corrupção do planeta.

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade