Blogs e Colunistas

Edição de Amanhã

28/09/2009

às 10:46 \ Séries Anos 1990-1999

Leiam na Edição de Amanhã

São Paulo, 29 de setembro de 2009. Hugh Laurie perde vôo após encontro com centenas de fãs em São Paulo e embarca em verdadeiro episódio de House. O astro da aclamada série estava no aeroporto de Guarulhos esta manhã, quando uma jovem se algemou a ele e pediu um emprego na série. O incidente o obrigou a tomar o vôo seguinte, no qual uma mulher grávida de 7 meses o forçou a prestar-lhe atendimento.

E se ao acessar nosso blog hoje, um de vocês misteriosamente visse essa notícia de amanhã? Tentaria impedir a jovem das algemas ou iria a Guarulhos dar umas risadas? Então, o que faria?

É verdade, não existe uma resposta fácil. Gary Hobson sabia muito bem disso, pois recebia o jornal de amanhã hoje e quando ele chegava, não era o resultado dos jogos que o interessava e sim as notícias ruins. Onde será o acidente, o assalto, o engano? Após ler sobre algum incidente, Hobson só dispunha de 24 horas para impedir que a notícia acontecesse. Em resumo, essa era a essência de Edição de Amanhã/Early Edition, que hoje completa 13 anos.


Quando seus criadores tiveram a idéia, pretendiam fazer um filme, mas os debates sobre o assunto levaram Ian Abrams, Patrick Page e Vik Rubenfeld a produzir uma série. O primeiro encontro com a TriStar Television ocorreu dia 24 de agosto de 1995. Para despertar o interesse, eles levaram um jornal com uma bombástica manchete sobre o notório caso de assassinato envolvendo o astro O.J. Simpson. Ela dizia: O.J. Simpson confessa ser culpado de homicídio. A notícia inesperada obviamente causou enorme interesse e manteve todos discutindo o assunto, até alguém perceber que a data do jornal era do dia seguinte. A idéia estava aprovada.


Kyle Chandler, que atualmente está em Friday Night Lights, liderava o elenco no papel de Gary Hobson, um corretor da Strauss & Associates, casado e aparentemente contente com sua vida. Certo dia, tudo nessa vida normal muda. Ele é expulso de casa pela esposa Marcia (Rya Kihlstedt) e perde o emprego, sendo obrigado a morar em um velho hotel de Chicago, cidade onde toda a ação da série acontece.

Mas a maior mudança é a edição de amanhã do Chicago Sun Times, que chega todos os dias junto com um gato. Gary logo percebe que o jornal também vem acompanhado de uma missão. Por que foi escolhido, não sabe, mas logo fica claro que não pode usar o item em proveito próprio. Questão que seu amigo Chuck Fishman (Fisher Stevens) não compreende. Durante as duas temporadas em que esteve na série, bem como em participações especiais, Chuck nem sempre conseguia resistir à tentação de ver os resultados de jogos, corridas e ações. Por isso, Gary contava com Marissa Clark (Shanésia Davis-Williams), que embora cega, ficava sempre de olho em Chuck.


A atriz visitou o Chicago Guild of the Blind e trabalhou com um cão guia como estudo para o papel. O cão guia de Marissa se chamava Spike e era “interpretado” por Trucker, um pastor alemão treinado para resgates. Ao final da série, ele voltou a essa atividade. Ele era treinado por Bill Casey, que também era responsável pelo Gato. Este era “interpretado” por três felinos: Carl, Pella e Panther. Panther (com 11 anos na época) era o gato da abertura e dos close-ups, Carl aparecia dormindo ou sentado, e Pella ficava com as cenas de ação.


Depois da primeira temporada, Gary fica sem lar quando seu quarto no Blackstone Hotel sofre um incêndio. Este hotel de fato existe e é um marco histórico da cidade de Chicago. Em seguida, Gary se envolve com a venda indesejada do bar McGinty’s, um tradicional ponto de encontro que vai ser transformado em estacionamento. Gary não apenas consegue impedir a transação, mas acaba recebendo o bar de presente. Ele então faz uma sociedade com seus amigos Chuck e Marissa, que passam a cuidar dos negócios, enquanto ele cuida do jornal. O prédio usado como fachada do McGinty’s fora sede de um corpo de bombeiros.

Blackstone Hotel

Mas e de onde vem o jornal? Ao final da primeira temporada, Gary começa a descobrir alguns fatos sobre o mistério, incluindo o nome do “assinante” anterior: Lucius Snow (Robert Donner). Ao longo da série, ele também percebe que outras pessoas recebem uma edição semelhante de outros jornais. Gary até mesmo encontra um grupo de indivíduos que parecem ser os responsáveis, e o episódio Fatos Passados/Time revela quem será seu sucessor, ao final da série. No entanto, o mistério permanece aberto a especulações. Mas nós sabemos que o jornal era produzido pelo Chicago Sun Times especialmente para a série.

Robert Donner

E que fardo é carregar esse segredo quando apenas seus amigos Marissa e Chuck o conhecem. Mas não ficam sós por muito tempo, pois na primeira temporada, a repórter Meredith Carson (Leslie Hope, de 24 Horas) desconfia de algo no episódio O Jornal/The Paper, e descobre tudo no seguinte, A Namorada/His Girl Thursday. Juntos, ela e Chuck geram manchetes desastrosas, provando mais uma vez que tal conhecimento não deve ser tratado levianamente.

O próximo a descobrir é seu pai (William Devane), quando no episódio Pai/Dad, também da primeira temporada, Bernie briga com a esposa e vai morar com o filho. Não demora muito para ele perceber o que se passa. Até fazer as pazes com a esposa, ele fica em Chicago “ajudando” Gary em suas missões diárias. Apesar dos tropeços, a experiência reaproxima pai e filho.

William Devane e Tess Harper

A vez de Lois Hobson, sua mãe (Tess Harper), chega no meio da segunda temporada, quando Kyle Chandler contraiu catapora e precisou reduzir sua participação. No episódio Onde e Quando/Where and When, que foi ao ar dia 18 de abril de 1998, Gary fica todo o tempo em casa descansando depois de quebrar uma perna. No episódio Os Irmãos Carpathian/The 4th Carpathian, ele fica preso em um prédio abandonado ao salvar um macaco. Com o sumiço de Gary, seus pais recebem o jornal e o gato em sua casa na cidade de Hickory, Indiana. Para encontrar o filho, eles contam com a ajuda do barman Marion Zeke Crumb (Ron Dean), um policial aposentado que nunca descobre sobre o jornal, mas está ciente de como Gary é especial.

Ron Dean como Crumb

Com a terceira temporada, vieram mudanças. Fisher Stevens decidiu abandonar a série para dedicar-se à sua própria produtora, a Greenestreet Films. O vazio foi preenchido com a contratação do ingênuo e bem intencionado barman Patrick Quinn (Billie Worley) e da nova gerente, Erica Paget (Kristy Swanson), que chega acompanhada de seu filho Henry (Myles Jeffrey), o seguinte na lista dos que sabem sobre o jornal.

Kyle Chandler e Kristy Swanson

Kyle Chandler e Myles Jeffrey

Myles Jeffrey e Mimi Paley em intervalo de filmagem


Foto 1: cena do primeiro episódio com Henry
Foto 2: bastidores do episódio final com Erica e Henry


Myles Jeffrey com Kristy Swanson e Fisher Stevens

Billie Worley

De acordo com o produtor executivo, Jeff Melvoin, a atriz a princípio fora contratada apenas para seis episódios, mas ficou até o final da temporada, quando a produção percebeu que seria um erro limitar o personagem de Gary com um romance duradouro. Erica percebe que não pode competir com o jornal e parte com o filho. Enquanto Erica e Henry saíam, os detetives Paul Armstrong (Michael Whaley) e Toni Brigatti (Constance Marie) ganhavam mais espaço. Mesmo com participações esporádicas, Toni e Gary desenvolvem um relacionamento romântico sem compromissos.

Michael Whaley e Constance Marie

Outros dois personagens são envolvidos pelos mistérios de Gary: Morris Sanford (John Watson Sr.), um antigo empregado do Chicago Sun Times, e o curioso repórter Miguel Diaz (Luis Antonio Ramos).

Luiz Antonio Ramos como Miguel Diaz

Edição de Amanhã mostrou que o jornal não era seu único mistério, pois recebeu a visita de outras séries. Em A Múmia/Mum’s the World, da segunda temporada, Gary acaba no hospital de Chicago Hope (1994-2000), e em Toque de Novo, Sammo/Play It Again, Sammo, da terceira temporada, Gary conhece o Policial da Pesada/Martial Law (1998-2000). Foram vários os prêmios e indicações, assim mesmo, a CBS cancelou a série ao final de sua quarta temporada, em maio de 2000. O último episódio, A Maldição Irlandesa/Luck of the Irish foi ao ar dia 27 de maio. Os fãs inconformados tentaram trazê-la de volta, chegando a promover convenções em 2001, 2002 e 2004.

No Brasil, ela estreou em 1996 pelo canal Sony com legendas. Mais tarde, chegou a Record, onde foi apresentada com dublagem da Sigma. Em 2008, O canal por assinatura Space reapresentou a série com SAP. No elenco de vozes estão Armando Tiraboschi (Gary Hobson), Alessandra Araújo (Marissa), Carlos Campanille (Chuck), Maximira Figueiredo (Lois), Hélio Vaccari (Bernie), Eleonora Prado (Erica Paget), Alfredo Rollo (Patrick Quinn), Antônio Moreno (Crumb), Cláudia Carli/Cecília Lemes (Toni Brigatti), Wellington Lima (Armstrong) e Alexandre Marconato (Miguel Diaz). A direção era de Alessandra Araújo e Élcio Sodré.

Relembrem a série com nossa galeria de fotos. Cliquem nas imagens para ampliar.
















Texto: Marta Machado (a convite de Fernanda Furquim)

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados