Blogs e Colunistas

A Bela e a Fera

25/10/2012

às 9:50 \ Cartazes, Remakes, Séries Anos 2010-2019

Cartazes de ‘Suburgatory’ e ‘Beauty And The Beast’

Cliquem nas fotos para ampliar.

23/10/2012

às 18:07 \ Séries Anos 2010-2019

Status das novas séries da Fall Season

Jonny Lee Miller em 'Elementary'

Postagem atualizada no dia 28 de novembro.

Aos poucos, os canais vão definindo o futuro próximo das novas séries que estrearam com a Fall Season em setembro, nos EUA.

Entre as produções que já garantiram uma temporada completa estão: Revolution, Go On, The New Normal, da NBC; Arrow, do CW; Vegas e Elementary, da CBS; The Neighbors, da ABC, que no início de outubro tinha encomendado mais três roteiros da série; e The Mindy Project, da Fox.

Elementary e The Mindy Project terão um total de 24 episódios; Vegas terá 21, e as demais terão 22.

Ben & Kate não terá uma temporada de 22 episódios. Dana Fox, criadora da sitcom, está no final de gravidez, o que a levou a se afastar da produção. Assim, a série recebeu apenas a encomenda de mais seis episódios, totalizando dezenove para a primeira temporada.

Enquanto isso, as demais produções lutam para conseguir completar suas respectivas temporadas, o que lhes permitiria a chegar a uma renovação.

Embora não tenham conseguido ganhar a encomenda de novos episódios, algumas já receberam autorização do canal para preparar novos roteiros. Isto significa que o canal planeja pedir mais episódios mas, antes de decidir, deseja saber se vale a pena (mantendo assim suas opções com a série em aberto). Geralmente isto ocorre com série nova que registra baixa audiência, mas não tão baixa que a leve direto para o cancelamento.

As séries que se encontram nesta situação são Guys With Kids (cinco roteiros), Emily Owens M.D. (três roteiros), remake de Beauty and the Beast (três roteiros), Chicago Fire (três roteiros), Last Resort (dois roteiros) e 666 Park Avenue (dois roteiros).

Entre as produções já canceladas estão, Animal Practice, da NBC, e Made in Jersey, da CBS.

Ainda sem definição: Partners, The Mob Doctor e Nashville. Lembrando que Malibu Country ainda não estreou.

_______

Atualização: no dia 8 de novembro, Chicago Fire recebeu da NBC a encomenda de uma temporada completa de 22 episódios.

Atualização: no dia 9 de novembro, Beauty and the Beast recebeu do canal CW a encomenda de uma temporada completa de 22 episódios.

Atualização: no dia 12 de novembro, Malibu Country recebeu do canal ABC a encomenda de mais três roteiros. A série tem, até o momento, treze episódios encomendados para sua primeira temporada. O canal também deu à Nashville e The Neighbors uma temporada completa de 22 episódios.

Atualização: no dia 15 de novembro, Guys With Kids ganhou a encomenda de mais quatro episódios levando a primeira temporada da série para um total de dezessete episódios.

Atualização: no dia 16 de novembro, as séries Last Resort, 666 Park Avenue e Partners foram canceladas. As duas primeiras deverão ter os episódios restantes exibidos, a última será substituída por reprises de Two and a Half Men.

Atualização: no dia 28 de novembro, a série Emily Owens foi cancelada com um total de treze episódios produzidos. Já a série Malibu Country recebeu a encomenda de mais cinco episódios, totalizando dezoito episódios.

Cliquem na foto para ampliar. 

11/10/2012

às 16:02 \ Remakes, Séries Anos 2010-2019

CW estreia o remake de ‘A Bela e a Fera’

Esta noite, nos EUA, o canal CW estreia a série Beauty and the Beast, um remake da produção da década de 1980, criada por Ron Koslow. O roteirista e produtor atua como consultor desta nova versão que tem roteiro de Jennifer Levin (Without a Trace) e Sherri Cooper (Brothers and Sisters).

Na história original, Vincent é um homem com aparência de fera que vive nos subterrâneos das linhas de metrô em Nova Iorque. Ao salvar a vida da advogada Catherine, eles se tornam amigos. A nova versão, embora tenha a mesma proposta, traz uma história diferente.

Ao invés de uma advogada, Catherine Chandler (Kristin Kreuk, de Smallville) é uma detetive do departamento de Homicídios. Há cerca de nove anos, ela testemunhou o assassinato de sua mãe, cometido por dois homens armados. Catherine, que estava com ela, foi salva da morte quando um homem atacou os criminosos e resgatou a jovem.

No tempo presente, Catherine é novamente salva pelo homem misterioso quando investiga um caso de homicídio. Tentando descobrir quem é esse homem, Catherine descobre que Vincent Keller (Jay Ryan, visto em Terra Nova), um médico dado como morto no Afeganistão em 2002, ainda pode estar vivo.

Nesta versão, a fera não tem uma aparência de animal. Ele é um galã, como quase todos os atores que estrelam as séries do canal, que tem o comportamento de uma fera. Único sobrevivente de uma experiência militar que tentava transformar soldados comuns em super-homens, Vincent tenta controlar a revolta que sente pelo que lhe aconteceu. Essa revolta se traduz em instintos assassinos e é o que lhe dá o título de fera.

Nos últimos cinco anos, ele viveu escondido, fugindo dos militares que tentam eliminá-lo para apagar todos os vestígios da experiência secreta. A única pessoa com quem manteve contato foi J.T. (Austin Basis, de Life Unexpected), seu amigo de infância.

No elenco também estão Nina Lisandrello, como Tess, colega de Catherine na polícia; Nicole Gale Anderson (Jonas), como Heather, a irmã de Catherine; Max Brown (Spooks), como Evan, o legista; e Brian White (Men Of A Certain Age), como Joe, detetive e chefe da unidade da polícia onde Catherine trabalha.

Produzida pela CBS Television Studios, a série foi considerada pela crítica americana como uma das piores estreias desta temporada. A crítica a considerou apenas mais uma série estrelada por atores bonitos vivendo situações tão mal construídas que chegam a ser engraçadas.

Beauty and the Beast disputa a audiência com Grey’s Anatomy, Person of Interest, Glee, The Office e Parks and Recreation.

Cliquem nas imagens para ampliar. 

Cartazes de ‘Supernatural’, ‘Burn Notice’, ‘A Bela e a Fera’ e ‘Hannibal’

O cartaz de Hannibal é um teaser para divulgar a série na MIPCOM, feira de audiovisual que se realiza esta semana em Cannes. Cliquem nas fotos para ampliar. 

28/09/2012

às 0:11 \ Cartazes, Remakes, Séries Anos 2010-2019

Cartaz de ‘A Bela e a Fera’, remake, 1ª Temporada

O cartaz foi criado pelo canal Showcase para divulgar a estreia da série no Canadá. Cliquem na foto para ampliar. 

Cartazes de ‘Arrow’, ‘A Bela e a Fera’ e ‘Emily Owens’, novas séries do CW

Cliquem nas fotos para ampliar.

 

12/07/2012

às 19:45 \ Remakes, Séries Anos 2010-2019, Trailers

Sneak Peek do remake de ‘Beauty and the Beast’

A série estreia nos EUA pelo canal CW no dia 11 de outubro. Trata-se de uma releitura da história e dos personagens da série produzida na década de 1980, que por sua vez era uma adaptação moderna do conto de fadas A Bela e a Fera.

Nesta versão, Catherine (Kristin Kreuk, de Smallville) é uma detetive da polícia que é salva da morte por um homem misterioso que se comporta como uma fera (Jay Ryan, visto em Terra Nova). Além da profissão de Catherine, que na série original era uma advogada, a nova produção parece mais inclinada a mostrar o rosto ‘da fera’, ao contrário da produção da década de 1980 a qual apresentava um personagem que de fato sustentava a aparência de um animal.

18/05/2012

às 12:24 \ Remakes, Séries Anos 2010-2019

CW 2012: cancelamentos, renovações e novas séries

Acabaram os Upfronts da TV americana. O canal CW foi o último a se apresentar, divulgando sua nova grade de programação para a Temporada 2012-2013.

Voltado para o público da faixa entre 18 e 34 anos, em especial as mulheres, o canal mantém em sua programação apenas séries dramáticas. Em 2009, o CW desistiu de produzir sitcoms, muito embora tenha sido anunciado que existe interesse do canal em voltar a investir nesse gênero. O interesse ainda não ultrapassou a fase de desenvolvimento de projetos, já que para esta temporada não chegou a ser encomendado nenhum piloto de sitcom.

Em entrevistas, Mark Pedowitz, diretor de programação, disse que ainda estão em avaliação dois projetos de comédia. O primeiro é uma adaptação da série britânica FM, produzida em 2009 e estrelada por Chris O’Dowd. A história gira em torno de um DJ e sua relação com os colegas. O outro projeto traz o título de Swordfighting. Criado por Ben McMillan e Josh Greenbaum, a história acompanha a vida de dois casais. Embora nenhum piloto tenha sido produzido, existe a possibilidade de um (ou os dois) projetos receberem a encomenda de episódios da primeira temporada, ainda para a Midseason, que inicia em janeiro de 2013.

Ao anunciar sua grade, o CW surpreendeu a imprensa e os fãs ao revelar que tinha resgatado Supernatural do ‘cemitério das noites de sextas’, transferindo-a para as noites de quartas, onde fará companhia à série Arrow (estrelada pelo Arqueiro Verde) e enfrentará a concorrência de Law & Order: SVU, Criminal Minds, Modern Family e Neighbors. Para uma série que foi criada para ter cinco temporadas, Supernatural conseguiu chegar ao seu oitavo ano sem qualquer indício de que este seja o último.

Este ano o CW encomendou um número maior de séries que nos anos anteriores. Em 2011 foram encomendadas três novas séries, das quais sobreviveu apenas uma: Hart of Dixie. Este ano foram cinco produções: Arrow, Emily Owens M.D., o remake de A Bela e a Fera (série dos anos de 1980), The Carrie Diaries, prelúdio de Sex and the City, e Cult. Ainda está em avaliação, podendo ser encomendada para a Midseason, a série The Selection. Veja informações a respeito aqui.

Este é o segundo Upfront de Pedowitz, que antes trabalhava na ABC Studios, no período em que Lost foi produzida, e depois atuou de forma independente. No ano passado, ele deixou claro que seu objetivo neste novo cargo seria intensificar a produção de séries voltadas para o público feminino. Desta forma, das cinco produções encomendadas pelo CW este ano, apenas uma é voltada para o público jovem masculino: Arrow, adaptação da HQ sobre o Arqueiro Verde. Informações sobre enredo e elenco das novas séries do CW aqui.

Seguindo a linha de Smallville, em que narra a juventude de um super-herói, mas adotando um tom mais sombrio, a série tem a função de manter na grade do canal uma produção estrelada por um super-herói.

Desde as últimas temporadas de Smallville o canal vem buscando um projeto que pudesse substituí-la. Em 2006 chegou a ser produzido o piloto do Aquaman; em 2008 foi desenvolvido o projeto The Graysons, que pretendia acompanhar as aventuras de Dick Grayson/Robin (o parceiro de Batman), que não chegou a ter um piloto produzido; em 2010 Betwixt teve seu piloto rejeitado; e uma adaptação de Ravena chegou a ser cogitada para a Temporada 2011-2012. Com isso, Arrow estreia com a obrigação de ser a nova Smallville do CW, série que durou dez anos.

Além desta, outras duas séries do canal também tentam captalizar sucessos de outros veículos. A primeira é The Carrie Diaries, que surge na esteira de Sex and the City. O projeto passou de ‘mão em mão’ durante alguns anos sem conseguir despertar o interesse de um canal. O primeiro foi a HBO, escolha natural já que foi ela que lançou Sex and the City.

Com The Carrie Diaries, o canal também investe na produção de época, já que a história é situada na pavorosa década de 1980, período em que a moda se perdeu em meio aos babados, saias balão e mangas bufantes, sob a influência do filme ‘arrasa quarteirão’ Amadeus. Também é a época das cores berrantes, formas geométricas (que estilizou a década de 1940) e ‘penteados de leoa’.

Visto que Carrie e a moda andam de mãos dadas, a série deverá promover um desfile aberrante. A dúvida é: será que o público jovem vai se interessar por este visual? Para segurá-lo os roteiros precisam mergulhar nos conflitos da jovem Carrie, que sai de Connecticut para morar em Nova Iorque, onde se torna amiga de uma editora de moda, que lhe apresenta os prazeres que a cidade tem a oferecer.

A exemplo de 90210 e Melrose Place, este ano o CW oferece o remake de A Bela e a Fera. Carregando a mesma estética e abordagem, a série é mais ’uma cria’ de Crepúsculo, a exemplo de The Vampire Diaries e Teen Wolf. Trata-se de uma releitura da história e dos personagens da série produzida na década de 1980, que por sua vez era uma adaptação moderna do conto de fadas.

Nesta versão, Catherine é uma detetive da polícia que é salva da morte por um homem fera. Após anos tentando localizá-lo, ela descobre que Vincent pode ser um soldado dado como morto, vítima de experiências militares. Tal qual a série original, na qual Catherine era uma advogada, esta produção também terá narrativa procedimental, com uma aventura por episódio.

Emily Owens, M.D., estrelada pela filha de Meryl Streep, Mamie Gummer (Off the Map), une dois gêneros: o drama médico com o drama escolar. Na história, Emily é uma médica recém formada que começa a trabalhar em um hospital onde reencontra alguns dos seus antigos colegas. Mantendo o mesmo comportamento infantil de quando eram adolescentes, eles transformam os corredores do hospital nos corredores da escola. Produção que serve para mostrar que nada na vida muda ou que a escola é apenas uma amostra do que os jovens encontrarão quando entrarem no mercado de trabalho.

'Cult'

Por fim, o canal também terá em sua grade a série Cult, criada por Rockne S. O’Bannon (Farscape e Seaquest DSV), mas infelizmente produzida por Josh SchwartzStephanie Savage. Com esta, Schwartz e Savage acumulam quatro produções no CW, canal que mantém onze séries na grade. A dupla de produtores também é responsável por Hart of DixieGossip Girl e The Carrie Diaries.

Cult foi originalmente oferecida ao extinto canal WB, há cerca de seis anos. Na época, o projeto chegou a ganhar a encomenda de um episódio piloto, mas foi engavetado quando o WB uniu-se ao UPN, formando o canal The CW.

Trata-se de uma série dentro de uma série. Na história, uma série chamada Cult, sobre uma detetive que investiga as atividades de um líder de um culto, serve de inspiração para que pessoas na vida real comecem a praticar rituais de morte. A assistente de produção do programa se une a um jornalista e blogueiro, irmão de uma das vítimas, para investigar.

O canal montou sua grade de forma a colocar as séries que trazem propostas semelhantes na mesma noite. Assim, na segunda-feira o público assiste os dramas sobre relacionamentos adolescentes; a terça-feira é a noite das médicas; a quarta-feira é a vez da ficção; a quinta é a noite da fantasia; e a sexta-feira é a vez da ação.

Série Cancelada: Ringer, The Secret Circle, One Tree Hill e L.A. Complex (no entanto, a série é uma produção canadense que continuará a ser exibida em seu país)

Séries Renovadas: 90210, Gossip Girl, The Vampire Diaries, Supernatural, Hart of Dixie e Nikita.

Novas Séries: Arrow, A Bela e a Fera, Emily Owens M.D. (ex-First Cut)Cult e  The Carrie Diaries.

Projetos Descartados: Shelter e Joey Dakota

Projeto que ainda está em avaliação: The Selection

Grade das Estreias do CW 2012-2013

Segunda-feira – 90210 e Gossip Girl
Terça-feira – Hart of Dixie e Emily Owens M.D.
Quarta-feira – Arrow e Supernatural
Quinta-Feira – The Vampire Diaries e A Bela e a Fera
Sexta-Feira – Nikita

Midseason 2013: 
Segunda-Feira – The Carrie Diaries
Cult (sem dia definido)

Cliquem nas três primeiras imagens para ampliar. 

Primeiras fotos das novas séries do CW

'Emily Owens M.D.'

O canal CW realiza hoje a apresentação de sua nova grade de programação, a qual já foi divulgada à imprensa, confirmando o cancelamento das séries Ringer e The Secret Circle. Já a série Gossip Girl, foi renovada para sua última temporada, a qual terá um total de onze episódios. Entre as novas produções, o CW anunciou as séries Arrow, o remake de A Bela e a Fera, Emily Owens M.D. (ex-First Cut), Cult e  The Carrie Diaries, prelúdio de Sex and the City. A nova Temporada do canal inicia em outubro, nos EUA, sendo que as duas últimas séries estreiam na midseason.

Conheçam enredo e elenco das novas séries do CW aqui.

Cliquem nas imagens para ampliar.

Cena de 'Emily Owens M. D. '

'A Bela e a Fera'

'Arrow'

Cena de 'Cult'

'The Carrie Diaries'

Cena de 'The Carrie Diaries'

The CW se prepara para o Upfront 2012

Nikita

ADENDO: no dia 17 de maio o canal confirmou as informações desta postagem

O canal americano realizará seu Upfront no dia 17 de maio, quando apresentará oficialmente sua nova grade de programação para a Temporada 2012-2013. Mas a imprensa americana já está divulgando a lista de alguns dos projetos que teriam a produção aprovada pelo canal, bem como as séries que teriam sido renovadas ou canceladas.

Segundo a imprensa, o canal teria cancelado Ringer e The Secret Circle, ambas produções que estrearam na última temporada. A primeira registrou a média de 1.8 milhões de telespectadores, com 0.8% entre o público alvo. Já a segunda, registrou a média de 2 milhões de telespectadores, com 0.9%. Esta era, na verdade, a única série da nova safra que tinha potencial de público para ser renovada, visto que, até o início de abril, a audiência média do CW era de 1.79 milhões, com 0.8/2 de rating/share. Veja como ler os números da audiência aqui.

Entre as séries que teriam sido renovadas pelo canal estão Nikita, que ganha sua terceira temporada, Gossip Girl, que terá sua última temporada com um número reduzido de episódios, e Hart of Dixie. As duas primeiras são produções com boa venda no mercado internacional; enquanto que a terceira, conquistou boa repercussão online.

Entre as novas produções, a imprensa americana informa que o CW teria encomendado cinco séries: Arrow, The Carrie Diaries, Emily Owens M.D. (ex-First Cut), Cult e The Beauty and the Beast.

Arrow

Arrow é uma série com roteiro de Andrew Kreisberg (Warehouse 13) e de Marc Guggenheim com base em história desenvolvida por Greg Berlanti e Guggenheim, inspirada no herói dos quadrinhos Arqueiro Verde, criado por Mort Weisinger e George Papp. O personagem já foi visto em Smallville, série do CW, quando foi interpretado por Justin Hartley, mas o ator não está envolvido com esta nova produção.

A versão para a TV pretende oferecer uma história original independente do que foi desenvolvido nos quadrinhos. Na história, o bilionário Oliver Queen (Stephen Amell, de The Vampire Diaries e Hung) é dado como morto após um naufrágio. Cinco anos mais tarde, ele é encontrado vivo em uma ilha do Pacífico. Reencontrando-se com sua mãe Moira (Susanna Thompson), sua irmã rebelde Thea (Willa Holland de Gossip Girl) e seu melhor amigo Tommy (Colin Donnell de Pan Am), Oliver toma a decisão de refazer sua vida. Mas, sem que ninguém saiba, Oliver também decide combater o crime na cidade, adotando a identidade de Arqueiro Verde.

Nesse meio tempo, Oliver tenta se reconciliar com a ex-namorada, a advogada Laurel Lance (Katie Cassidy, de Melrose Place), filha do detetive Quentin (Paul Blackthorne de The River), que está determinado a capturar o justiceiro que começou a atuar na cidade.

No elenco também estão Jamey Sheridan (Law & Order: SVU), como o pai de Oliver, em participação especial; David Ramsey (Dexter), que interpreta um ex-militar, contratado por Moira para atuar como segurança particular do filho, mas é constantemente iludido pelo herói; e Colin Salmon (Single Ladies), como Walter Steele, ex-sócio do pai de Oliver, que se casou com a mãe do herói depois que ela ficou viúva.

A produção é da Warner Brothers Television em parceria com a Berlanti Television e a DC Comics.

The Carrie Diaries

The Carrie Diaries é a produção que pretende apresentar a juventude de Carrie Bradshaw, de Sex and the City. O projeto foi divulgado em agosto de 2011Com base no livro de Candice Bushnell, o projeto circulou alguns anos pelo meio televisivo sem ter conseguido ao longo deste período atrair o interesse de produtores ou canais.

Com roteiro de Amy Harris (Gossip Girl), a história gira em torno de Carrie Bradshaw (AnnaSophia Robb) e sua trajetória ao longo de sua adolescência na década de 1980, quando ela começa a descobrir o sexo, o amor e os relacionamentos.

Situada em 1984, a história apresenta Carrie, jovem de 16 anos que vive em Connecticut com o pai Tom (Matt Letscher), um viúvo que tenta compensar a ausência da esposa, e a irmã rebelde Dorritt (Stefania Owen de Running Wilde). As melhores amigas de Carrie nesta época são a nerd Mouse (Ellen Wong, de The Killing), a sarcástica Maggie (Katie Findlay, de Combat Hospital) e Walt. Mais tarde, Carrie vai fazer estágio em um escritório de advocacia em Nova Iorque, onde conhece Larissa (Freema Agyeman de Doctor Who e Law & Order: UK), editora de moda de uma revista, que lhe apresenta a vida social da cidade.

No elenco também estão Austin Butler (Switched at Birth), como Sebastian Kidd, um jovem que faz amizade com Carrie; Brendan Dooling, como um amigo de Carrie que ainda não assumiu sua homossexualidade; e Chloe Bridges como Donna Ladonna, a inimiga de Carrie.

A produção é da Warner Television em parceria com a Fake Productions.

A Bela e a Fera/The Beauty and the Beast é um remake da série produzida na década de 1980 com Ron Pearlman e Linda Hamilton, e recentemente exibida pelo canal TCM. Com roteiro de Jennifer Levin (Without a Trace) e Sherri Cooper (Brothers and Sisters), a nova versão também contará com a assistência de Ron Koslow, criador da série original. Na história original, Vincent é um homem com aparência de fera que vive nos subterrâneos das linhas de metrô em Nova Iorque. Ao salvar a vida da advogada Catherine, eles se tornam amigos.

A nova versão será um drama procedimental, tendo como ponto de referência a história de um amor impossível. A detetive da homicídios Catherine Chandler (Kristin Kreuk, de Smallville)  testemunhou, quando adolescente, o assassinato de sua mãe, cometido por dois homens armados. Catherine foi salva da morte quando um homem fera atacou os criminosos e resgatou a jovem.

Agora adulta, trabalhando na polícia ao lado de sua colega Tess (Nina Lisandrello), Catherine encontra uma pista que poderá levá-la ao homem fera. Ela descobre que Vincent Keller (Jay Ryan, visto em Terra Nova), um médico dado como morto no Afeganistão em 2002, ainda está vivo. Vítima de uma experiência militar, ele agora vive escondido.

No elenco também estão Austin Basis (Life Unexpected), que interpretará JT, amigo de Vincent; Nicole Gale Anderson (Jonas), como a irmã mais nova de Catherine; Max Brown (Spooks), como Evan; e Brian White (Men Of A Certain Age), como Joe, detetive e chefe da unidade da polícia onde Catherine trabalha. A produção é da CBS Television Studios.

Emily Owens M.D. (ex-First Cut) é uma produção criada por Jennie Snyder Urman (Gilmore Girls). Trata-se de uma dramédia sobre Emily (Mamie Gummer, de Off the Map), uma jovem médica ansiosa por deixar para trás as experiências que teve na faculdade. Mas logo ela descobre que isto não será tão simples.

Trabalhando no Denver Memorial Hospital, ao lado da famosa cardiologista Dra. Gina Beckett (Necar Zadegan), ela descobre que entre seus novos colegas de trabalho estão sua ex-paixão da faculdade, Will Rider (Justin Hartley de Smallville), e sua rival, Cassandra Kopelson (Aja Naomi King).

Entre os novos colegas, Emily faz amizade com Tyra Granger (Kelly McCreary), filha de Tim Granger (Jack Coleman de Heroes), Chefe dos residentes, e com Micah (Michael Rady de Melrose Place e The Mentalist) um dos residentes. A produção é da CBS TV Studios.

Por fim, Cult, criada por Rockne S. O’Bannon (Farscape), é uma produção de Josh Schwartz Stephanie Savage, ambos de Gossip Girl, que foi originalmente oferecida ao extinto canal WB, há cerca de seis anos. Na época, o projeto chegou a ganhar a encomenda de um episódio piloto, mas foi engavetado quando o WB uniu-se ao UPN, formando o canal The CW.

A história gira em torno de Skye (Jessica Lucas, de Melrose Place), uma mulher que trabalha como assistente de produção de uma série muito popular chamada Cult, a qual narra a história da detetive Kelly  Collins (Alona Tal de Supenatural), que enfrenta o líder de um culto, Billy Grimm, interpretado pelo simpático ator Roger Reeves (Robert Knepper de Prison Break).

O problema é que, na vida real, começam a ocorrer diversos desaparecimentos e assassinatos na região. Desconfiada de que a série estaria sendo utilizada por fãs para praticarem crimes, copiando as ideias propagadas no programa, Skye se une a Jeff (Matt Davis, de The Vampire Diaries), jornalista, blogueiro e irmão de uma dos rapazes que desapareceram, para investigar.

No elenco também está Andrew Leeds (Bones), que interpreta um personagem chamado Kyle. Originalmente, a ideia era encomendar a produção de um número reduzido de episódios, cerca de 10 a 13 por temporada. A produção do piloto é da Warner Brothers Television em parceria com a Fake Productions.

Com oito projetos desenvolvidos para o canal nesta temporada, a previsão era a de que o CW encomendasse entre cinco e seis novas séries.

A postagem será atualizada quando novas informações forem divulgadas pela imprensa. Uma nova postagem será publicada quando o CW divulgar oficialmente sua grade.

Cliquem nas três primeiras imagens para ampliar. 

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados