Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Vale chega a acordo com argentinos e pode fechar mina no país

O projeto de potássio no Rio Colorado, na Argentina, havia sido suspenso em dezembro do ano passado. No entanto, longa negociação com os trabalhadores impediu a empresa de encerrar as atividades em março

Por Da Redação 27 abr 2013, 20h31

A Vale pagará o salário de dois meses e meio aos trabalhadores do projeto de potássio Rio Colorado, na Argentina, como parte do acordo assinado na sexta-feira permitindo que a mineradora saia do projeto no país vizinho.

Os pagamentos serão feitos a cerca de 4.900 subcontratados, disse uma porta-voz da empresa, neste sábado, sem dar mais detalhes sobre o custo do acordo.

O acordo pode por fim a meses de incerteza para a Vale, que suspendeu o trabalho no projeto de fertilizantes em dezembro e anunciou sua intenção de retirar-se março.

Leia ainda: Governo argentino ameaça retirar concessão da Vale

Desde a sua decisão de sair, da Vale e o governo da Argentina entraram em desacordo sobre o destino dos trabalhadores no projeto orçado em 6 bilhões de dólares.

Continua após a publicidade

Pessoas familiarizadas com os planos da Vale disseram que a empresa, a segunda maior mineradora do mundo, planeja vender o projeto em um esforço para recuperar os 2,2 bilhões dólares já gastos na mina e na melhoria da ferrovia e porto essenciais para levar o potássio para o mercado.

Leia também:

Vale lucra R$ 6,2 bilhões após amargar prejuízo no final de 2012

Vale registra maior prejuízo trimestral da história

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade