Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sudeste tem pior desempenho fiscal no ano em todo o país

O resultado foi influenciado principalmente pelo Rio de Janeiro, que saiu de um superávit de 1,8% em 2013 para um déficit de 9,8% em 2014

Dados do Banco Central mostram que o Sudeste teve, em 2014, o pior desempenho fiscal entre as regiões do país. Até dezembro do ano passado a região acumulava, em 12 meses, um superávit primário de 2,3% das receitas correntes líquidas. Neste ano, o déficit em 12 meses é de 0,9%. O resultado foi influenciado principalmente pelo Rio de Janeiro, que saiu de um superávit de 1,8% das receitas em 2013 para um déficit de 9,8% em 2014.

O chefe-adjunto do Departamento Econômico do Banco Central, Fernando Rocha, explicou que o BC não tem acesso ao detalhamento dos dados e os números que apresenta levam em conta os pagamentos e recebimentos feitos pela unidade da Federação nesse período. As informações da instituição mostram ainda que houve inversão do quadro fiscal entre 2013 e 2014 em diversos locais.

Leia também:

‘Brasil tem de mudar rápido’, defende Levy

Governo central tem pior resultado histórico para mês de novembro

Setor Público acumula déficit recorde de R$ 19,6 bi até novembro

O Amapá, por exemplo, saiu de um superávit de 5,6% das receitas correntes líquidas, acumuladas em 12 meses até dezembro do ano passado, para um déficit de 20,7% em dezembro. Em Santa Catarina, saiu de um superávit de 6,4% para um déficit de 1,6%. No Distrito Federal, passou de superávit de 4,3% para déficit de 4%.

O Sudeste tem também o maior déficit nominal, 9,6% das receitas correntes líquidas, o equivalente a 42,940 bilhões de reais acumulados em 12 meses até novembro.

(Com Estadão Conteúdo)