Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

O NFT que perdeu 99,8% do seu valor

Em um leilão, foi oferecido US$ 6,2 mil pela primeiro tuíte de Jack Dorsey, fundador da rede social; token foi comprado originalmente por US$ 2,9 mi

Por Larissa Quintino Atualizado em 14 abr 2022, 16h18 - Publicado em 14 abr 2022, 15h40

O tuíte original — a primeira postagem do fundador da rede social, Jack Dorsey — virou um NFT (token não fungível) e está à venda. Mas o dono do ativo pode não conseguir o retorno que planejava quando adquiriu inicialmente o token. Sina Estavi, empresário iraniano do mercado de criptoativos, colocou o tuíte para leilão. O maior lance foi de 6.222,36 dólares, equivalente a 0,2% dos 2,9 milhões de dólares que ele pagou para adquirir o ativo.

Com o pequeno sucesso da empreitada, o dono do NFT disse que talvez “nunca venda” o ativo e que os lances baixos podem ser uma perda de oportunidade para quem pode comprá-lo. “No ano passado, quando paguei por esta NFT, pouquíssimas pessoas ouviram o nome NFT. Agora digo que esta NFT é a Mona Lisa do mundo digital. Existe apenas uma e nunca mais será a mesma”, disse Estavi em entrevista à rede britânica BBC.

O breve tuíte de Dorsey foi vendido a Estavi em um leilão no ano passado pela Valuables. Como comprador, Estavi recebeu um certificado, assinado digitalmente e verificado por Dorsey, bem como os metadados do tuíte original. Os dados incluem informações como a hora em que o tuíte foi postado e seu conteúdo de texto.

“Acho que o valor deste NFT é muito maior do que você pode imaginar e quem quiser comprá-lo deve ser digno”, disse Estava, tentando valorizar a sua posse. Questionado sobre quem poderia ser este dono digno, Estavi mira em um nome bem conhecido. “Acho que alguém como Elon Musk poderia merecer este NFT”, afirmou. Nesta quinta-feira, Musk ofereceu 43 bilhões de dólares para se tornar dono do Twitter todo para ele. Mas, o primeiro tuíte da história só será dele se desembolsar mais um pouco de sua fortuna.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)