Clique e assine a partir de 9,90/mês

Na internet, Diniz volta a defender fusão com Carrefour

O empresário Abilio Diniz repetiu o argumento de que a operação traria benefícios às empresas e aos consumidores

Por Da Redação - 24 ago 2011, 17h54

O empresário Abilio Diniz, presidente do conselho de administração do Pão de Açúcar, voltou a defender nesta quarta-feira a fusão da companhia com o Carrefour. Segundo ele, a operação traria benefícios às empresas e aos consumidores. “Não tenho dúvida disso, (a fusão) traria muitos ganhos de eficiência, que seriam repassados para os preços”, afirmou, pela twitcam, a seus seguidores no Twitter. “Não tenho dúvida alguma de que o beneficiado será o consumidor”, completou.

Diniz destacou ser “importante” que as empresas de distribuição no varejo sejam brasileiras. “Com sócios franceses ou americanos, é importante que as companhias tenham brasileiros identificados com as pessoas que trabalham (na empresa) e com os consumidores”, disse.

Ele comentou que a fusão com o Carrefour seria um “ato defensivo” em relação a outras empresas estrangeiras, como forma de evitar uma “desnacionalização” do setor. “Seria importante que a empresa resultante fosse administrada ou controlada por brasileiros”, ressaltou, em relação a uma possível fusão.

Diniz acrescentou que a companhia fez inúmeras aquisições nos últimos anos e que as margens não foram alteradas. “É só olhar no nosso balanço, que é público. Ficamos mais eficientes e repassamos isso aos preços. Este é o caminho que nós perseguimos e todas as empresas perseguem com as aquisições”, afirmou.

Continua após a publicidade

(com Agência Estado)

Publicidade