Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lucro da Diageo sobe com ajuda de emergentes

Enquanto a receita global avançou 8,3%, na América Latina a alta foi de 19%

Por Da Redação 23 ago 2012, 12h44

A Diageo, maior empresa de bebidas alcoólicas do mundo em receita, teve um leve aumento no lucro líquido no ano encerrado em 30 de junho, para 1,94 bilhão de libras (3,08 bilhões de dólares), de 1,90 bilhão de libras no ano anterior. O lucro operacional antes de itens não recorrentes cresceu 11%, para 3,20 bilhões de libras, acima das expectativas de 3,18 bilhões de libras.

A receita subiu 8,3%, para 10,76 bilhões de libras, superando levemente a previsão de 10,75 bilhões de libras. Excluindo aquisições, vendas e efeitos cambiais, a alta foi de 6,0%. Os volumes totais anuais aumentaram 2,0%.

Os mercados emergentes tiveram papel importante nos resultados da empresa. Excluindo aquisições, vendas e efeitos cambiais, as vendas na América Latina e no Caribe subiram 19%, enquanto na região Ásia-Pacífico aumentaram 8% e na África cresceram 11%. Na América do Norte houve alta de 6% e na Europa as vendas caíram 1%, uma melhora em comparação com a queda de 3% registrada no ano passado.

A companhia espera que as economias emergentes contribuam para metade de sua receita global anual até 2015, um aumento de quase 40% em relação à proporção atual. A Diageo tem sido ativa em aquisições nos países emergentes nos últimos anos ao comprar a marca de cachaça brasileira Ypióca, a turca Mey Icki e a chinesa Shui Jing Fang.

A Diageo também disse que continua negociando a aquisição da mexicana Jose Cuervo. Relatos recentes afirmaram que a companhia estaria perto de comprar a Jose Cuervo por 3 bilhões de dólares.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade